sábado, setembro 29, 2007

Caminhada Ornitológica nas Arribas do Douro, dia 6 de Outubro. Organização da associação Aldeia e da SPEA


Decorre dia 6 de Outubro (Sábado) uma Caminhada Ornitológica nas Arribas do Douro, entre a urbe de Miranda do Douro e Aldeia Nova, dentro do perímetro do Parque Natural do Douro Internacional.
Pretende-se com este evento, no âmbito do “Fim-de-semana Europeu de Observação de Aves”, observar as aves existentes nestes espaços naturais.
A organização é da responsabilidade da associação Aldeia e conta com o apoio da SPEA (Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves)

Cada participante deve trazer almoço, água, binóculos e roupa/calçado confortáveis

Programa:
9h00 - Concentração junto à Catedral de Miranda do Douro
9:30 - Início do percurso entre Miranda do Douro e Aldeia Nova (com paragens ao longo do percurso para observação de aves e interpretação do património natural e cultural)
12:00 - Chegada a Aldeia Nova
13:00 - Almoço no Santuário de S. João das Arribas
15:00 - Regresso a pé até Miranda do Douro (duração 3h)
18:00 - Chegada a Miranda do Douro


Inscrições (grátis) e informações:
Associação Aldeia
aldeiamail@gmail.com
Tel: 962255827

Fonte: associação Aldeia

sexta-feira, setembro 28, 2007

As primeiras sete edições dos “Passeios dos Moinhos” em Sobral de Monte Agraço mobilizaram cerca de 1700 participantes


O “Passeio dos Moinhos” é promovido pela Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço desde 2005 e repartido por três épocas o ano: inicio da Primavera, final do Verão, e dia de S. Martinho (embora no 1º ano apenas se realizasse no início da Primavera e no dia de S. Martinho). A sua origem reporta ao Passeio da Primavera “Rota dos Moinhos do Sobral” realizado nos anos antecedentes neste concelho, nomeadamente percorrendo o percurso pedestre sinalizado (desde 2003) “Rota dos Moinhos”.

O “Passeio dos Moinhos” atravessa alternadamente as freguesias do concelho: Santo Quintino, Sobral de Monte Agraço e Sapataria e ao longo das seis edições já realizadas teve a participação de cerca de 1700 caminheiros na sua totalidade. A última edição, em 16 de Setembro passado, também inclui já participação em bicicleta (BTT). O próximo passeio será dia 10 de Novembro, antecedendo o dia de S. Martinho, e realiza-se na freguesia da Sapataria, concelho de Sobral de Monte Agraço.

Informação conjunta sobre os cinco primeiros “Passeio dos Moinhos” já realizados .


Calendário dos Passeios:

  • I Passeio dos Moinhos -27-03-005- 330 participantes
  • II Passeio dos Moinhos -11-11-005 - (cerca de) 250 participantes
  • IV Passeio dos Moinhos – 17-09-006 - 175 participantes

* Este passeio acabou por não ser considerado no ciclo do Passeio dos Moinho, mas à parte.

Inuaguração do Trilho Pedestre da Via Romana, em Valença, dia 29 de Setembro


A Câmara Municipal de Valença no próximo dia 29 de Setembro, inaugura o Trilho Pedestre da Via Romana, no âmbito da Rede Municipal de Trilhos Pedestres.

O percurso, que terá 14,3 quilómetros, tem um tempo estimado de quatro horas para o percorrer e faz parte parte integrante da Rede Municipal de Percursos Pedestres de Valença, decorrente do Estudo de Levantamento, Marcação e Sinalização dos Percursos Pedestres do Município de Valença do Minho. Esta Rede pretende criar infra-estruturas de apoio ao Turismo na Natureza procurando promover o património do concelho, enquadrada numa estratégia de desenvolvimento sustentável.

O trilho começa na confluência da freguesia de Sapardos, em Vila Nova de Cerveira, com a valenciana de São Julião e passa pelos lugares do Raso e da Pousada desta última freguesia. Aqui observam-se os campos verdejantes, de cultivo e pastoreio e um miliário romano. Passo-a-passo o trilho avança para a freguesia de Fontoura onde atravessa os lugares de Reguengo, Portela, Cortinhas, Casa Gonçalo, Boris, Rio Torto e Monte da Chã. No percurso entre Rio Torto e o Monte das Chãs é visível, ainda, em cerca de quinhentos metros, uma lomba e outras características de via romana.

Em Fontoura destaca-se a Casa Alta, uma casa senhorial fortificada e a lendária Fonte D'Ouro. Nesta freguesia existiu um miliário romano no local denominado de Contenças. O percurso segue para a freguesia de Cerdal, onde o trilho coincide com o traçado dos Caminhos de Santiago. É nesta freguesia que se situa a Ponte Romana da Pedreira e um troço de lajeado com blocos graníticos assentes no chão, transmitindo o tempo e o desgaste do caminho.

O percurso segue para a freguesia de Gandra e Arão até atingir Valença, com vistas para a Praça – Forte, em direcção ao Cais do Rio Minho. É próximo deste local que se encontra a Ponte Romana de Arinhos e o local onde foi encontrado o Marco Miliário que marcava a milha XLII e que, actualmente, está na Fortaleza.

A identificação, prospecções arqueológicas e sinalização deste traçado foi financiada pelo projecto Vias Atlânticas.

Para o Presidente da Câmara Municipal, Dr. José Luís Serra, «com a transformação deste troço em trilho pedestre permite-se a divulgação e a consciencialização das pessoas para partes de um percurso da via romana, no concelho de Valença, que era completamente desconhecido».

A via romana foi durante a Idade Media uma importante via de comunicação e é a partir desta época, também, que parte do seu traçado coincide com os Caminhos de Santiago, por onde transitaram peregrinos ilustres, entre os quais alguns monarcas.

Fonte: XornalGalicia.com - 27-09-007

quinta-feira, setembro 27, 2007

Percurso Pedestre "Nas Sendas das aldeias de Xisto", dia 30 de Setembro, na Serra da Lousã,, organizada pela SPID

Percurso Pedestre "Nas Sendas das aldeias de Xisto"

30 de Setembro

Caminhada de 10 km, pelas aldeias de xisto, de Trevim até Arouce, na Serra da Lousã
Organização: Sociedade Portuguesa de Incentivo ao Desporto - SPID


Inscrições: spidados@gmail.com



Fonte:
Sociedade Portuguesa de Incentivo ao Desporto - SPID

Caminhada para Limpeza da Serra da Estrela, dia 29 de Setembro, promovida pelo Eco Projecto Serra da Estrela

O Eco Projecto Serra da Estrela é um projecto ecológico que tem como objectivo principal tornar algumas zonas do maciço central mais limpas e mais agradáveis.

Este projecto, sem fins lucrativos, e está a ser realizado em parceria com a Enerarea (Agencia Regional de Energia e Ambiente do Interior), promoverá uma Caminhada para Limpeza da Serra da Estrela, com data programada para o dia 29 de Setembro, tendo início pelas 8 horas da manhã com a concentração no Covão d’Ametade.

Clicar para ampliar

A partida está marcada para as 9 horas com os os participantes a iniciarem os percursos que os levaram por belas zonas da nossa Serra da Estrela, que no entanto continuam a ser “vandalizadas”. Durante o resto do dia, os caminhantes e amantes da Serra da Estrela tem a oportunidade de ajudar a manter limpa e saudável esta zona e ao mesmo tempo desfrutar das maravilhosas paisagens que esta nos oferece.

Para acabar o dia propomos aos participantes que contribuam nos “Diálogos da Natureza – A Serra e o futuro”, de onde pretendemos retirar ideias para o futuro. Este ultimo ponto do programa tem como hora prevista as 16h30m e que se prolongará até ao encerro das actividades, que está programada para as 18 horas.

Para mais informações consultar:
http://www.ecoprojecto.wordpress.com
Email: ecoprojectoserradaestrela@gmail.com
TM 961261622, 964430566 e 916396035


Fonte: Eco Projecto Serra da Estrela

(visto no blogue "O Cântaro Zangado"
)

Caminhada pelo Campo, em Vendas Novas, dia 30 de Setembro, organizado pela Câmara Municipal


Caminhada pelo Campo
, no município de Vendas Novas.

Dia 30 de Setembro, no âmbito do Dia Mundial do Coração
Concentração junto às Piscinas Municipais de Vendas Novas - 9:30h

A caminhada ocorre no âmbito do programa “Mexa-se” que tem como objectivo combater o sedentarismo e tornar a população mais activa e saudável através da prática regular de exercício físico.

Clicar para ampliar


Inscrições até 28 de Setembro no Serviço Municipal do Desporto da Câmara Municipal de Vendas Novas.

Informações:
geral@cm-vendasnovas.pt


Fonte: Câmara Municipal de Vendas Novas

quarta-feira, setembro 26, 2007

3ª caminhada Rota do Caminho de Ferro, em Negrelos, São Pedro do Sul, dia 30 de Setembro, organizada pela ACR Negrelos

3ª caminhada Rota do Caminho de Ferro

Negrelos - São Pedro do Sul

30 de Setembro


Local de encontro - Rotunda Nª Sª do Livramento
Hora: 9h00
Distância - 15 km
Dificuldade:Fácil
Participação gratuita

Clicar para ampliar


Inscrições:

Sede da Associação Cultural e Recreativa de Negrelos (ACRN)
TM 967930118
negrelosonline@gmail.com


Fonte: blogue Negrelos Online

Implementação da Rede Municipal de Percursos Pedestres de Valença terá seis percursos inaugurados até Janeiro de 2008, num total de 65 quilómetros


Turismo de Natureza ganha força em Valença.


A Câmara Municipal de Valença vai avançar com a Rede Municipal de Percursos Pedestres com a apresentação dos seis primeiros percursos, entre Setembro de 2007 e Janeiro de 2008, com um total de 65 Km's de trilhos pedestres no concelho.

A Inauguração dos Percursos Pedestres será faseada do seguinte modo:
  • 29 de Setembro de 2007 - Via Romana (14,3 km)
  • 12 de Outubro - Veiga da Mira (4,6 km)
  • 27 de Outubro - Monte do Faro (8 km)
  • 10 de Novembro - Entre Mosteiros (11,9 km)
  • 23 de Novembro - Ínsua do Crasto (11,95 km)
  • 12 de Janeiro de 2008 - Castelo da Furna (14 km)

A rede de trilhos é uma aposta da autarquia na criação de uma nova actividade de lazer/desporto nas zonas mais rurais e de montanha do concelho, onde os valores patrimoniais edificados e de natureza proporcionam percursos cativantes.


Para o Presidente da Câmara, Dr. José Luís Serra, «os trilhos pedestres vem reforçar a oferta de actividades turísticas em Valença, dinamizar o turismo tradicional, tentando conquistar novos públicos e quebrar a sazonalidade». O autarca refere, ainda «a importância destes percursos para a oferta de actividades de prática de vida saudável para as populações de Valença e arredores».

Dois dos seis percursos pedestres de Valença avançam em caminhos antigos com grande valor histórico cultural, onde os valores patrimoniais enriquecem os percursos, ao longo dos seus traçados, exemplos disso são o da Via Romana, que coincide, em parte do percurso, com os Caminhos de Santiago e o Entre Mosteiros que proporciona o contacto com os mosteiros de Ganfei e Sanfins. Os percursos da Veiga da Mira, Monte do Faro, Insua do Crasto e da Castelo da Furna são trilhos paisagísticos e ecológicos que proporcionam contacto ou com o Rio Minho ou as encostas do Monte do Faro."



Contactos:
Câmara Municipal de Valença
Praça de República
4930-702 Valença

Tlf: 251 809 500
Fax: 251 809 519
cm-valenca@cm-valenca.pt




Fonte do texto e imagem:
Câmara Municipal de Valença (recebido via email)

segunda-feira, setembro 24, 2007

I Passeio Pedestre das Serras da Sabacheira. dia 30 de Setembro, em Tomar, organizado pelo Grupo Desportivo e Recreativo da Sabacheira-Serras

I Passeio Pedestre das Serras da Sabacheira

30 de Setembro (Domingo)

Tomar

Concentração: Sede do Grupo Desportivo e Recreativo da Sabacheira - Serras (8.30 horas)

Organização: Grupo Desportivo e Recreativo da Sabacheira-Serras



Informações e inscrições:
Grupo Desportivo e Recreativo da Sabacheira-Serras
TM 917 393 255 (Gonçalo)


Fonte do texto e imagem: Grupo Desportivo e Recreativo da Sabacheira-Serras

Calendário de Percursos Pedestres englobados nas Jornadas Europeias do Património de 2007

As Jornadas Europeias do Património são uma iniciativa anual do Conselho da Europa e da União Europeia, com o objectivo da sensibilização dos povos europeus para a importância da salvaguarda do Património.

Cada País da UE elabora cada ano um programa de actividades a nível nacional, a realizar em Setembro, acessível ao público gratuitamente. Este ano as Jornadas Europeias do Património decorrem entre 28 e 30 de Setembro, subordinadas ao tema "Patrimónios em Diálogo".



Calendário de Percursos Pedestres e afins englobados nas Jornadas Europeias do Património de 2007 (28 a 30 de Setembro)


Alvito
Inauguração do PR1 AVT "Rota de Sant'Águeda"
30 de Setembro
Hora de partida: 8h30
Percurso que "combina" o património natural e edificado; passagem pelos principais monumentos da freguesia de Vila Nova da Baronia, sua leitura no conjunto da paisagem circundante e seu envolvimento com os participantes no percurso pedestre de 7 kms.
Organização: Câmara Municipal do Alvito


Castro Verde
Caminhada ao Castelo de Montel
30 de Setembro
Percurso que decorre na freguesia de Entradas
Hora de Encontro: 9h00
Organização: Câmara Municipal de Castro Verde e Tesouro da Basílica Real.
Informações e inscrições: telf. 286 320 700 Extensão 200

Constância
Percurso Pedestre Ribeira de Alcolobre
29 de Setembro
Hora de Partida: 8h30
Percurso que decorre na freguesia de Santa Margarida da Coutada, dando a conhecer o
património natural e molinológico (moinhos).
Organização: Câmara Municipal de Constância com o apoio do Parque Ambiental de Santa Margarida
Informações e inscrições: telf. 249 736 929; parqueambiental@cm-constancia.pt


Felgueiras
Caminhada "Património Faz Bem ao Coração"
30 de Setembro
Local de encontro: Piscinas Municipais - 10h30
Percurso que decorre na freguesia de Pombeiro
Organização: Câmara Municipal de Felgueiras, associação Salta Fronteiras, União Desportiva de Várzea
Informações e inscrições: telf. 255 318 150


Lousã
“Na Rota do Pão”
28 e 29 de Setembro
Passeio pedestre na rota dos moinhos de água/pão da ribeira de S. João, na serra da Lousã, com momentos de animação. Participação na cozedura de broa no forno a lenha do núcleo gastronómico da serra da Lousã e lanche típico. Visita ao moinho do núcleo gastronómico.
Organização: Activar e Câmara Municipal da Lousã
Informações e inscrições: telf. 239 990 383, 239 996 116


Lousada
Percurso Pedestre: Caminhos de Malta
29 de Setembro
Hora de partida: 9h30
Percurso que decorre na freguesia da Ordem, onde podemos encontrar os marcos de pedra com a cruz da Ordem de Malta esculpida em baixo relevo, que serviram para delimitar a Comenda de Santa Eulália (da Ordem dos Hospitalários) que aí existiu.
Organização: Câmara Municipal de Lousada com o apoio da Junta de Freguesia da Ordem
Informações e inscrições: Telf. 255820500, patrimoniohistorico@cm-lousada.com




Marco de Canavezes
Inauguração do Itinerário Pedestre Romano | Medieval “Dos Flávios a D. Mafalda”
29 de Setembro
Hora de partida: 10h
A inauguração deste Percurso que decorre na freguesias de S. Nicolau e Freixo é parte da criação de uma rede de circuitos pedestres, valorizando o património histórico, monumental e paisagístico, como elemento impulsionador da promoção turística do Concelho e desenvolver a apetência e sensibilidade pela fruição do património cultural e natural.
Organização: Câmara Municipal do Marco de Canaveses com apoio da Estação Arqueológica do Freixo, Junta de Freguesia do Freixo, Junta de Freguesia de S. Nicolau, cooperativa Dólmen.
Informações e inscrições: telf. 255538800


Resende
Três Percursos Pedestres de Pequena Rota
28 de Setembro
Horários: 9h30 - 12h; 13h30 - 15h30
Vão ser realizados três Percursos pelo Património Paisagístico, Arqueológico e Arquitectónico do concelho de Resende.
Organização: Câmara Municipal de Resende
Informações e inscrições: telf. 254 877 200


Silves
Inauguração do Percurso Pedestre Histórico-Turístico de Vale de Fuzeiros
29 de Setembro
Percurso pedestre no Vale de Fuzeiros, freguesia de S. Bartolomeu de Messines, com Palestra e transporte para o passeio pedestre
Organização: Câmara Municipal de Silves
Informações e inscrições: miguel.cabrita@cm-silves.pt, www.cmsilves.pt; telf. 282 440 800




Sintra

Percurso da Pena
29 de Setembro
Hora de partida: 11h00
Ponto de encontro: Portão dos Lagos

Percurso de Santa Maria
30 de Setembro
Hora de partida: 11h00
Ponto de encontro: Palácio Nacional da Vila

Organização: Câmara Municipal de Sintra | Gabinete da Presidência
Informações e inscrições: telf. 219 238 601



Trancoso
Percurso Pedestre a Casinhas (abrigos) dos Pastores
30 de Setembro
Hora de Partida: 14h30
Este percurso tem como objectivo dar a conhecer um conjunto de abrigos de pastores na Serra do Feital (freguesia do Feital), um património desconhecido e em processo de classificação como conjunto de Interesse Municipal. No final do percurso haverá um lanche convívio para todos os inscritos, oferecido pela Junta de Freguesia do Feital.
Organização: Câmara Municipal de Trancoso, Empresa Municipal - Trancoso Eventos, a Junta de Freguesia do Feital. Apoio da Direcção Regional da Cultura do Centro
Informações e inscrições: mediante inscrição prévia.
Telfs. 271829127; 217811147; 271817184; 939191924.


Vila do Bispo
Percurso pedestre “Na Descoberta de São Vicente”
30 de Setembro
Hora de partida: 10h30
Percurso pedestre de Vale Santo ao Cabo de São Vicente, na freguesia de Sagres, reconstituindo uma das últimas etapas da peregrinação a S. Vicente.
Organização: Fortaleza de Sagres
Informações e inscrições: telf. 282620140; fortaleza.sagres@ippar.pt


Vila Real de Santo António
Percurso “Patrimónios Do Habitar. Construções Rurais, Materiais E Técnicas”
29 de Setembro
Hora de partida: 9h30
Percurso pelos montes da serra algarvia com leituras do habitar tradicional, identificando materiais, práticas construtivas antigas, memórias e vivências. Inserido no Ciclo de Passeios Pedestres de Interpretação da Paisagem “Passos Contados”.
Organização: Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela / Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, com o apoio do PROAlgarve.
Informações e inscrições: telf. 281952600



Este Calendário, que compreende 16 percursos, foi elaborado com base neste documento do IGESPAR. A imagem aqui reproduzida também provém dessa fonte.


domingo, setembro 23, 2007

Inauguração do percurso pedestre "Todos os Caminhos levam a Roma", em Ancêde (Baião), dia 30 de Setembro, numa organização da AARO


"A Secção de Pedestrianismo da Associação dos Amigos do Rio Ovelha (AARO) convida todos os amantes do convívio ao ar livre, dos passeios pela natureza e dos que gostam de conciliar património paisagístico com património cultural recheado de animação, a participarem no próximo dia 30 de Setembro de 2007 na inauguração do percurso pedestre "Todos os Caminhos levam a Roma", em Ancêde (Baião)

Este percurso é feito num caminho romano em muito bom estado com cerca de 3 Km, que vai desde a margem do rio Douro, junto a Mosteirô, até Ancêde, subindo a encosta no qual se consegue contemplar de sítios privilegiados do rio Douro e o seu vale. Além do caminho romano, o percurso passará por locais ricos em vestígios da cultura castreja e terminará no Convento de Ancêde onde a junta de Freguesia, anfitriã deste evento, oferecerá um churrasco e animação.

O percurso tem a duração aproximada de 3h30m apresenta grau médio de dificuldade. Aconselha-se a utilização de calçado e vestuário confortáveis, assim como que se façam acompanhar por alguma fruta e líquidos.

O local de concentração é às 9h00 em frente à Junta de Freguesia de Ancêde (Baião), e está previsto o passeio pedestre terminar pelas 12h30m no Convento de Ancêde onde será oferecido um churrasco e muita animação.

A participação está sujeita a inscrição até dia 24 de Setembro e a uma comparticipação de 2€. A organização está a preparar algumas surpresas com "cheirinho" a Roma para durante a caminhada.

A Secção de Pedestrianismo da AARO e a Junta de Freguesia de Ancêde, organizadoras deste evento, contam com o apoio da Associação Desportiva de Ancêde, da Cooperativa Dólmen e da Câmara Municipal de Baião para garantirem o sucesso desta iniciativa."


Fonte: Secção de Pedestrianismo da Associação dos Amigos do Rio Ovelha

sábado, setembro 22, 2007

Workshop sobre ecopistas na Região Norte e Vias Verdes em Espanha, dia 27 de Setembro, no Porto

Workshop Regional "Novas Tendências da Qualidade de Vida, Turismo e Mobilidade: Que Redes de Ecopistas/Corredores Verdes na Região do Norte?"

27 de Setembro de 2007 - 14H30

Local: Auditório da CCDR-N (Porto)


Objectivos do Workshop:
  • Promover um debate sobre as novas tendências de Qualidade de Vida, Turismo e Mobilidade, nomeadamente, através de uma reflexão em torno de uma rede de Ecopistas/Corredores Verdes na Região do Norte de Portugal;
  • Divulgar o Plano Nacional de Ecopistas (PNE) da REFER, com enfoque na Região do Norte;
  • Promover e divulgar o Património Edificado existente nas linhas desactivadas;
  • Trocar experiências nacionais e internacionais;
  • Fomentar e incrementar parecerias proactivas para a dinamização de uma rede de Ecopistas na região Norte, envolvendo, nomeadamente, a REFER, a CCDR-N, Associações de Municípios, Órgãos Regionais de Turismo, Ambiente e Ordenamento do Território e outras instituições ligadas ao desenvolvimento regional e local;
  • Promover a articulação de todos os projectos de Ecopistas/Corredores Verdes com outras rotas, itinerários, circuitos, acessibilidades e potencais zonas de interesse turístico;
  • Enquadrar o próximo período de programação comunitária (2007-2013) enquanto uma possível oportunidade de apoio ao desenvolvimento de uma rede de ecopistas/corredores verdes na Região do Norte.



PROGRAMA:

14h00 - Recepção dos Participantes

14h30 - Abertura
Novas Tendências da Qualidade de Vida, Turismo e Mobilidade - Enquadramento no QREN (2007-2013)
Paulo Gomes, Vice-Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte

14h50 - Novas Tendências da Qualidade de Vida, Turismo e Mobilidade

Moderador: Paulo Gomes

Novas Tendências do Turismo
Nuno Fazenda (CCDR-N)

Qualidade de Vida e Mobilidade Urbana
João Paulo Bessa

Contributos para uma Rede Regional de Ecopistas no Norte de Portugal
Luís Silvestre (Rede Ferroviária REFER EP)

Recuperação e Reutilização do Património Edificado em Linhas Desactivadas
Luís Pedro Cerquiera (INVESFER - Promoção e Comercialização de Terrenos e Edifícos)


16h00 - Coffee-Break

16h20 - Estudos de Casos Nacionais e Internacionais

Moderador: João Rosmaninho Meneses, Presidente do Instituto de Conservação da Natureza e Biodiversidade (ICNB)

Programas Vias Verdes em Espanha: Vias Verdes Caminhos Naturais e Desenvolvimento Rural
Fundação dos Caminhos-de-Ferro Espanhóis - "Programa Vias Verdes"
Directora Nacional do Programa das Vias Verdes

Experiência das Vias Verdes em Girona
Emili Mató, Consórcio das Vias Verdes de Girona - Gerente do Consórcio das Vias Verdes de Girona
Silvia Marty, Consultora do Consórcio

As Experiências no Planeamento e Execução de Ecopistas na Região Norte - A Ecopista do Minho (Valença-Monção)
José Luís Serra, Câmara Municipal de Valença
José Emílio Moreira, Câmara Municipal de Monção
Fernando Pessoa, Autor do Estudo e Projecto Paisagístico do Ramal Valença-Monção

Estudo Prévio do Projecto Paisagístico da Linha do Sabor
Reis Machado, Grupo de Investigação e Desenvolvimento da FC-UNL


17h35 - Debate

18h10 - Encerramento
Alfredo Vicente Pereira, Vice-Presidente da REFER EP
Carlos LAge, Presidente da CCDR-N




Localização do evento:
Auditório da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte
R. Rainha D. Estefânia, 251
4150-304 Porto


Informações e Contactos:
Gabinete de Marketing e Comunicação da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte
Tel 226086355
Fax 226061480
Email: carla.guimaraes@ccdr-n.pt


Informações acerca do Plano Nacional de Ecopistas da REFER:
Luís Silvestre
lssilvestre@refer.pt


Fonte do texto e imagens: REFER

35º Percurso pedestre em Proença-a-Nova, dia 30 de Setembro, para celebrar o Dia Mundial do Coração

Depopis de uma pausa nas férias de Verão o Município de Proença-a-Nova volta a organizar actividades de desporto na natureza. Para o próximo dia 30 de Setembro está já marcado o 35º percurso pedestre subordinado a uma tema que ninguém fica indiferente - o Coração.

Nem sempre conseguimos encontrar tempo para combater o sedentarismo no qual vamos estando, cada vez mais, enleados, e não sendo a primeira vez que este Município se preocupa com estas questões, este ano associou-se à Fundação Portuguesa de Cardiologia que nos convidou a celebrar o Dia Mundial do Coração em conjunto com o país inteiro, com actividades físicas e desportivas, a realizar durante a manhã desse Domingo.

Após a realização do passeio pedestre terá lugar o almoço-convívio (com alimentos saudáveis).

As inscrições serão efectuadas no Posto de Turismo do Município e o preço inclui acompanhamento durante o passeio, o seguro, a t-shirt e o almoço.

Informações:
Município de Proença-a-Nova
Morada: Largo Dr. Pedro da Fonseca
Telf. 274 670 000.

Fonte: Município de Proença-a-Nova

Passeio Pedestre “Rota dos Moinhos na freguesia de São Mamede, concelho da Batalha, dia 30 de Setembro


No dia 30 de Setembro, tem lugar na freguesia de São Mamede, concelho da Batalha, a realização do Passeio Pedestre “Rota dos Moinhos”, numa iniciativa integrada no Dia Mundial do Coração.

O percurso tem início junto à Escola dos Crespos às 9h30 apresentando uma duração de cerca de duas horas. Ao longo do traçado do percurso, é visível a presença de uma enorme variedade de espécies animais e vegetais, bem como de vários moinhos, alguns deles ainda em pleno funcionamento.

Constituem também pontos de interesse da Rota dos Moinhos” o “Algar das Gralhas”, a antiga Capela de São Mamede, o antigo caminho utilizado pelos romeiros no Século XVI, o “Carreiro das lajes” e o Eco-Parque Sensorial da Pia do Urso.

Inscrições ( gratuitas e até 27 de Setembro):
Câmara Municipal da Batalha / Divisão da Cultura
telefone 244 769 110
Email: cultura@cm-batalha.pt


Fonte: Câmara Municipal da Batalha

Caminhada “Redescobrir as Caldas da Cavaca”, dia 30 de Setembro, em Aguiar da Beira, promovida pela Câmara Municipal


A Câmara Municipal de Aguiar da Beira promove, a 30 de Setembro, uma caminhada nas Caldas da Cavaca, estância termal próximo da vila, no Dia Mundial do Coração.

Designada de “Redescobrir as Caldas da Cavaca”, a iniciativa insere-se nas comemorações do Dia Mundial do Coração” e vai ter um percurso por locais de grande beleza natural, acabando os participantes por fazer o novo percurso de manutenção naquele complexo.

A estância termal das Caldas da Cavaca situa-se a pouco mais de seis quilómetros de Aguiar da Beira, junto à nascente da Ribeira de Coja.

Inscrições:
Piscinas Municipais
Tel. 232689140
E-mail: piscinas@cm-aguiardabeira.pt

Posto de Turismo
Tel. 232689100


Esta caminhadas insere-se no âmbito do ciclo “Caminhadas na Natureza” programadas pela Câmara Municipal. A anterior caminhada foi o "Trilho do Castro da Gralheira" realizada dia 2 de Setembro. Este percurso pedestre, que contou com cerca de meia centena de pessoas, iniciou-se nas piscinas municipais, passou pelos locais mais emblemáticos da Vila de Aguiar da Beira como a Torre, Fonte Ameada, Pelourinho e Casa dos Magistrados no Largo dos Monumentos. Durante todo o trajecto foram ouvidas explicações e histórias dos locais revisitados.

As caminhadas incluem um concurso de fotografia cujos melhores trabalhos serão expostos no final do ciclo de caminhadas e os premiados contemplados com um fim-de-semana numa das Casas de Turismo do concelho.


Fonte: Câmara Municipal de Aguiar da Beira

Caminhada em Ferreira do Alentejo, dia 30 de Setembro, promovida pela Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo


No âmbito do "Dia Mundial do Coração" a Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo promove, no dia 30 de Setembro (Domingo), uma caminhada com a extensão de 10 Km. A iniciativa é aberta a toda a população do concelho e a partida está marcada para as 9.30 horas na Praça Comendador Infante Passanha.



Fonte:
Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo

sexta-feira, setembro 21, 2007

Percurso Pedestre “Caminhos De Malta", em Lousada, dia 29 de Setembro. Organização da Câmara Municipal de Lousada

Percurso Pedestre “Caminhos De Malta”

29 de Setembro

Lousada


Organização: Câmara Municipal de Lousada


Trata-se de uma Caminhada cultural pelos Marcos da Ordem de Malta. Desde os alvores da Nacionalidade que as ordem militares estão bem presente na vida das povoações e respectivas populações. São muitas as terras em Lousada pertencentes às ordens de frades cavaleiros. Caíde de Rei, por exemplo, era comenda da Ordem de Cristo. Mas onde a presença destas instituições mais se fez sentir, ficando mesmo cristalizada na própria toponímia, foi em Santa Eulália da Ordem. Dessa presença secular ainda hoje podemos observar muitos vestígios.
Evento englobado nas Jornadas Europeias do Património.

Âmbito do percurso: Histórico-Cultural
Distância: c. 10 km
Hora de Partida: 9h30
Duração Aproximada: 4h30m
N.º máximo de participantes: 30


As inscrições são gratuitas e poderão ser efectuadas através:
Tel.: 255 820 500 (Cristiano Cardoso);
E-mail: patrimoniohistorico@cm-lousada.pt

Fonte: Câmara Municipal de Lousada

Caminhada "Rota das Vindimas", em Lamego, dia 23 de Setembro, promovido pela secção de pedestrianismo do Ténis Clube de Lamego


A secção de pedestrianismo do Ténis Clube de Lamego leva a efeito, no próximo Domingo, dia 23 de Setembro, a caminhada "Rota das Vindimas". Este passeio pedestre tem o apoio da Câmara Municipal de Lamego, da Casa de Pessoal do Hospital Distrital de Lamego, do Centro de Saúde de Lamego e de House of Fitness.

Concentração em Lamego às 9 horas Junto ao Soldado Desconhecido
Partida: 9.15 horas.
Percurso - Lamego, Monsanto, Rio Asnos, Ferreiros, Boavista, Cambres, Relógio do Sol, Cruz Alta, Lamego.
Chegada prevista: 13 horas.
Distância aproximada do Percurso - 13,5 Km
Grau de dificuldade: Baixa/Média
Tipo de caminho: Caminhos tradicionais, estradões de terra e algum alcatrão.




Sugestões:
  • Levar água (apesar de no percurso existirem pontos de abastecimento)
  • Levar Lanche
  • Levar calçado adequado, roupa apropriada e mochila, não esquecer capa para chuva em caso de tempo instável.

Fonte do texto e imagem: Ténis Clube de Lamego

quinta-feira, setembro 20, 2007

1ª Festival de Passeios a Pé da Madeira, de 15 e 19 de Janeiro de 2008, com a realização de 20 percursos pedestres


"O Turismo Oficial da Madeira, com a colaboração do jornalista, escritor e fotógrafo britânico, Terry Marsh, vai realizar, entre os dias 15 e 19 de Janeiro de 2008, o 1º Festival de Passeios a Pé nas ilhas da Madeira e do Porto Santo.

O Festival de Passeios a Pé da Madeira consiste num programa organizado de passeios a pé em grupo, em levadas ou em veredas, acompanhados por guias especializados, durante 5 dias seguidos. Estão seleccionados 20 percursos pedestres, todos classificados e recomendados pelo Governo Regional da Madeira. Os participantes têm à sua escolha uma lista de 4 passeios por dia, de diversos níveis de dificuldade e duração.

O festival, cujo Director é Terry Marsh, possui também uma forte componente social, dando a oportunidade aos participantes de visitarem e conhecerem a Madeira, de descobrirem a floresta Laurissilva, reconhecida pela UNESCO como Património Natural Mundial e, ao mesmo tempo, de conviverem durante uma semana com visitantes de várias nacionalidades, todos com um interesse comum - desfrutar de umas férias activas e saudáveis, em contacto directo com a natureza.


Calendário dos Percursos


15 de Janeiro

PR 19 Caminho Real do Paul do Mar
Ilha: Madeira
Distância: 2 km

PR 14 Levada dos Cedros
Ilha: Madeira
Distância: 5,8 km

PR 17 Caminho do Pináculo e Folhadal
Ilha: Madeira
Distância: 14 km

PR 6Levada das 25 Fontes
Ilha: Madeira
Distância: 9 km




16 de Janeiro

PR 3 Vereda do Calhau,
Ilha: Porto Santo
Distância: 1 km

PR 2 Vereda do Pico Castelo
Ilha: Porto Santo
Distância: 4,6 km

PR 18 Levada do Rei
Ilha: Madeira
Distância: 10,2 km

PR 1.1 Vereda da Ilha
Ilha: Madeira
Distância: 8,2 km





17 de Janeiro

Vereda dos Balcões
Ilha: Madeira
Distância: 8,2 km

Levada do Caldeirão Verde
Ilha: Madeira
Distância: 8,2 km

Vereda do Pico Branco e Terra Chã
Ilha: Porto Santo
Distância: 8,2 km

Caminho Real da Encumeada
Ilha: Madeira
Distância: 8,2 km




18 de Janeiro

Vereda do Pico Ruivo
Ilha: Madeira
Distância: 8,2 km

Levada Fajã do Rodrigues
Ilha: Madeira
Distância: 8,2 km

Vereda do Areeiro
Ilha: Madeira
Distância: 8,2 km

Vereda da Ponta de São Lourenço
Ilha: Madeira
Distância: 8,2 km




19 de Janeiro

Vereda da Ribeira da Janela
Ilha: Madeira
Distância: 8,2 km

Levada do Moinho
Ilha: Madeira
Distância: 8,2 km

Levada do Furado
Ilha: Madeira
Distância: 8,2 km

Vereda da Encumeada
Ilha: Madeira
Distância: 8,2 km



Website do festival:
http://www.madeiraislandswalkingfestival.com



Fonte: Turismo Oficial da Madeira

Caminhada Nocturna por uma causa social em Ovar, dia 15 de Setembro, promovida pelos Caminheiros Afis

II Marcha Nocturna Cidade de Ovar - 15 de Setembro

“Caminhar por uma Causa”


"Foi na noite do passado sábado. Mal tinham soado as nove badaladas no relógio da torre da Capela da Ribeira e já estava na estrada a II Marcha Nocturna Cidade de Ovar. É em ambiente de franco convívio e de sã camaradagem que o grupo se predispõe a enfrentar os 13 quilómetros do trajecto de ida e volta entre o Alto Saboga e o Cais da Tijosa, lá longe, onde a terra acaba e a ria começa…

São pouco mais de meia-centena, mas estão animados como se fossem duzentos ou trezentos. Quem cá está sabe ao que vem. E vem pela prática saudável da caminhada, pela amizade reinante no seio do grupo, pelo desafio da distância, pela magia de se embrenhar na noite. E pela vertente solidária, contribuindo com a sua inscrição a favor da CERCIVAR.

A noite, amena e sem vento, revela-se ideal para caminhar. À medida que se progride, a coluna alonga-se, modelada pelo ritmo de cada um. Rapidamente se chega ao lugar da Marinha, onde a branquinha Capela parece saudar o grupo. Percebe-se alguma gente no Café, assistindo ao desafio de futebol que àquela hora passa em canal aberto. Toma-se a estrada que leva à Tijosa e caminha-se agora entre campos de cultivo despidos, numa altura em que o milho está praticamente todo colhido e a terra se entrega a um merecido descanso antes de nova estação.

A luz vai-se tornando cada vez mais ténue. As conversas também. Todos parecem querer absorver os momentos mágicos que se antevêem à medida que se caminha ao encontro da mais completa escuridão. Os pequenos luzeiros a nascente fazem adivinhar pequenas aldeias dos concelhos vizinhos de Santa Maria da Feira, Estarreja, Oliveira de Azeméis ou S. João da Madeira. Mais além, Arouca e a Serra da Freita. A estrada de Pardilhó divisa-se distintamente e o suave arco da Ponte da Varela, a sul, parece mais próximo do que nunca. Do outro lado da ria, é a torre vivamente iluminada da Capela do Torrão do Lameiro que se impõe aos nossos olhos.

Uma pequena paragem no Cais da Tijosa serve para reagrupar os caminheiros e escutar as breves palavras de agradecimento de Joaquim Barbosa, Presidente da Direcção da CERCIVAR, deixando o convite a que todos visitem a instituição e percebam os méritos do trabalho desenvolvido ao longo dos seus trinta e um anos de existência.

O caminho de regresso faz-se igualmente de forma animada. A mesma paisagem mas uma perspectiva diferente. Se antes caminhávamos ao encontro da escuridão, agora é do regresso à luz – ainda que ténue – que se trata. Os pequenos esteiros e canais, com as margens de junco vestidas, surgem com mais nitidez, as águas como que paradas numa ria cheia a transbordar de marés-vivas.

O final da caminhada deixa o grupo cansado mas feliz. E mais rico, mais vivo. No céu, uma estrela cadente imprime o seu rasto luminoso na direcção do mar. Pois que cada um peça um desejo… a pensar já na III Marcha Nocturna, no próximo ano, ainda e sempre a fechar o Verão."

Joaquim Margarido



Tive o prazer de participar nesta caminhada e agradeço a forma como fui bem recebido e saliento o convívio salutar e muito agradável vivido no seio deste passeio pedestre efectuado por tão boas causas. Que se repitam caminhadas desta índole,
o editor deste blogue


1ª CÃOminhada - Caminhada para Cães e seus donos, dia 23 de Setembro, em Ovar, promovida pela APADO

"1ª CÃOminhada da Associação A.P.A.D.O"

A associação A.P.A.D.O (Associação Protectora dos Animais Domésticos de Ova), em parceria com os Caminheiros AFIS promove no dia 23 de Setembro de 2007 a primeira Caminhada para Cães e seus donos a realizar no concelho. Trata-se de uma caminhada em que cada participante deve fazer-se acompanhar do seu cão ou cães, e caso não os tenha, basta informar a APADO, já que a associação tem a seu cargo cerca de 400 animais abandonados, podendo, assim, "emprestar" um ou mais a quem o desejar.

A "Cãominhada" tem partida às 9h30m, no Alto-Saboga, junto ao Quartel dos Bombeiros Voluntários de Ovar, e chegada no mesmo local.

Esta actividade pretende chamar a atenção para a problemática dos animais abandonados, contribuindo também para a divulgação da A.P.A.D.O. , enquanto associação de interesse público.


Fonte do texto e imagem: APADO

II Encontro Convergir de 19 a 21 de Outubro, no Porto, Maia e em Esposende, promovido pela Plataforma Convergir.

Realiza-se, de 19 a 21 de Outubro, o "II Encontro Convergir: ambiente, natureza, cidadania nas cidades, serras e campos" promovido pela Plataforma Convergir. Os eventos decorrerão no Porto, Maia e em Esposende.

O encontro irá decorrer em 3 dias independentes mas interligados pela vontade de reunir a população e associações (integrantes ou não desta Plataforma) em volta de múltiplas questões fundamentais de ambiente e sustentabilidade da Região Norte/Noroeste.

O encontro constará de conferências com múltiplas comunicações, debates, colóquios, projecção de filmes, uma visita guiada a um Parque, etc.


Três temas dominarão a ordem de trabalhos:
  • Ambiente e Sustentabilidade na Área Metropolitana do Porto à luz da existência recente do Conselho Intermunicipal do Ambiente
  • A Agenda 21 Local no Noroeste e Norte
  • O Projecto Rios na Galiza (associação ADEGA) e em Portugal (Faculdade de Engenharia/Pedro Teiga) : experiências mutuamente enriquecedoras

Clicar para consultar o Programa do Encontro

Activa desde 2002, a Plataforma Convergir é constituída por associações de ambiente, urbanismo e ordenamento do território na Região Norte/Noroeste de Portugal, e tem como objectivo criar sinergias entre as diferentes associações. Entre as associações desta Plataforma incluem-se FAPAS, Quercus, GAIA, Campo Aberto, Associação dos Amigos do Mindelo, Olho Vivo, etc.

Ficha de Inscrição e mais Informações

Contactos:
Telefone: 931 620 212
Fax: 222 011 065

Apartado 4051
4000-101 Porto

encontro@convergir.org
www.convergir.org


Fonte do texto e imagens: Plataforma Convergir

Passeio pedestre "Trilho Fortes e Moinhos da Costa" , dia 7 de Outubro, no litoral de Viana do Castelo, no âmbito das "Caminhadas no Litoral Minhoto"



Passeio pedestre "Trilho Fortes e Moinhos da Costa" no dia 7 de Outubro de 2007 no litoral do concelho de Viana do Castelo.

Localização: litoral de Viana do Castelo
Tipo de Percurso: Trilho linear
Local de concentração e inicio do percurso: junto ao portão de entrada do Farol de Montedor (lugar de Montedor, freguesia de Carreço, concelho de Viana de Castelo)
Hora de concentração: 9h00
Local do fim do percurso: Praia Norte (com hipótese adicional de ida e regresso ao Bugio). Antes do início do percurso será efectuado um plano que providencie transporte no final do percurso na Praia Norte
Distância percorrida: 13 km
Duração aproximada: 4h30
Grau de dificuldade: Fácil
Ponts de interesse: Farol de Montedor, Forte de Montedor, Gândara de Montedor, avifauna, pinturas rupestres, costa e praias do concelho de Viana do castelo, moinhos de montedor, Forte da Areosa, moinhos da costa de Viana, gravuras da Fraga da Bica, a(s ruínas) da capela da Senhora do Bom Sucesso, e o Castro marítimo do monte da Gandra...


Inscrições gratuitas (não incluem seguro, transporte e almoço, devendo os participantes levar almoço volante):
pedestrianismo@gmail.com
verdeminho@gmail.com

Nota: Excepcionalmente para este passeio não é necessário inscrição prévia, bastando apenas comparecer até às 9h00 de Domingo, no Farol de Montedor.


Roteiro da caminhada
O percurso tem início no Farol de Montedor (que iremos visitar), situado no lugar de Montedor, na freguesia de Carreço. Seguimos para norte por caminhos rurais até ao Forte de Montedor, a cerca de 15 minutos de distância. Volvemos a sul e ingressamos na Gândara de Montedor, onde poderemos admirar o seu rico património de flora e fauna, nomeadamente a nível de avifauna. Descobriremos as pinturas rupestres presentes em diversos pontos deste espaço natural.
Depois de admirar os moinhos do Montedor (Marinheiro, Cima,. Petisco, inclusive visitar o moinho do Marinheiro e de Cima, as gravuras da Fraga da Bica e a(s ruínas) da capela da Senhora do Bom Sucesso, e o Castro marítimo do monte da Gandra, caminharemos doravante paralelos ao mar, nas suas proximidades, em direcção ao Forte da Areosa, a sul.
Ao longo do percurso, por vezes efectuado em passadiços sobre a praia, passaremos por mais pinturas rupestres e moinhos de vento (estes moinhos encontram-se hoje desprovidos de velas.) Visitaremos mais adiante o Forte da Areosa e na Praia Norte finaliza o percurso.
Possibilidade ainda de seguir em direcção ao farol Bugio ou até ao “Cabeço Vermelho” e retornar.

Percurso a realizar a linha encarnada
(clicar no mapa para ampliar)


Locais de Interesse:

Farol do Montedor
Localiza-se no lugar de Montedor, freguesia de Carreço. Foi inaugurado em 1910 e é o farol mais setentrional da costa continental portuguesa. Possui 28 metros de altura (103 metros de altitude), sendo a torre de secção quadrangular. Foi construído sobre os restos de um povoado castrejo da Idade do Ferro.



Postal antigo do Farol do Montedor (fonte)
Clicar na imagem para ampliar

Forte de Montedor
Também conhecido como Forte de Paçô, situa-se na freguesia do Carreço, implantado em plena “Praia dos Ingleses”. Foi mandado construir por D. Pedro II enquadrado na política de reforço das guarnições defensivas de fronteira, a fim de proteger toda a costa marítima portuguesa contra possíveis ataques (ou desembarques) espanhóis, durante as Guerra da Restauração (1640-1668). O Forte só foi concluído em 1703.

Clicar na imagem para ampliar

A construção deste e de mais três fortes (Forte da Areosa, Forte do Cão na Gelfa, e Forte da Largateira em Vila Praia de Âncora) que conjuntamente com o Fortaleza de Santiago da Barra de Viana do castelo, e o Forte da Ínsua de Caminha, serviu o propósito de poderem cruzar o fogo de artilharia, de modo de proteger toda a costa marítima envolvente contra o desembarque dos espanhóis.


Gândara de Montedor
Apesar da sua circunscrita dimensão, estamos perante umas das áreas naturais mais singulares e de maior riqueza (paisagística, arqueológica, geológica, biológica, ambiental, etc.) do litoral português. Neste âmbito, este espaço natural integra o Domínio Público Hídrico, a Reserva Ecológica Nacional, a Reserva Agrícola Nacional, o sítio da Rede Natura PTCON0017 (Litoral Norte), e o biótopo C11100133; o que aquilata da sua relevância no panorama nacional e a elevada protecção e conservação de que usufrui.
Possui uma elevada importância como refúgio e da vida selvagem, sobretudo a nível da avifauna. Para além disso, é habitat de cerca de duas centenas de plantas, maioritariamente espontâneas ou sub-espontâneas.

Clicar nesta e nas imagens seguintes para ampliar



(Gãndara de Montedor com o farol de Montedor ao fundo)





Gravuras Rupestres de Carreço
Um dos mais representativos núcleos de gravuras rupestres do Noroeste Peninsular concentra-se no norte do concelho de Viana de Castelo, nas freguesias de Afife, Carreço e Areosa. Disseminados por mais de uma dezena de núcleos, dos quais se destacam os da Praia de Fornelos, a Lage da Churra e a Fraga da Bica, apresentam uma multiplicidade de temas (sobressaem motivos zoomórficos e antropomórficos) e formas (espirais, serpentiformes, etc).

Clicar na imagem para ampliar

Moinhos de Montedor
São constituídos por uma estrutura circular em "torre", encimada por uma cobertura cónica que excede o diâmetro do edifício, formando um pequeno beiral. O tejadilho do moinho roda manualmente sobre o "corpo" do edifício de modo que o velame se adapte à direcção dos ventos, como é habitual nos moinhos de vento do Norte do nosso país. Estes moinhos tinham como função a moagem dos cereais. Alguns dos moinhos encontram-se hoje desprovidos de velas.
Merece destaque o Moinho do Marinheiro, situado na povoação de Montedor, que é o único exemplar com velas trapezoidais de madeira que ainda se conserva em Portugal.

Moinho do Marinheiro
Clicar nesta e nas imagens seguintes para ampliar


Moinho do Marinheiro e Moinho de Cima atrás

Clicar nesta e nas imagens seguintes para ampliar





Forte da Areosa
Vulgarmente conhecido por Fortim da Areosa, situa-se no topo norte da Praia Norte, já na freguesia de Areosa. È também apelidado de “Forte da Vinha” (pelo facto de estar implantado a sul da enseada de Vinha) ou “Castelo Velho” (devido ao estado de abandono e ruína a foi votado praticamente desde a sua edificação). Apresenta planta estrelada no estilo maneirista, sendo constituído por quatro baluartes laterais. A sua tipologia estrutural apresenta semelhanças com os Forte de Montedor, cuja traçado constituiu, à época, um progresso no sistema de defesa e vigia da costa. Tal como o Forte de Montedor foi mandado construir por D. Pedro II, tendo as obras sido concluídas em 1701. Nunca foi utilizado, nem sequer chegou a ser artilhado.

Clicar na imagem para ampliar




Recomendável levar sapatilhas ou botas de montanha e água.
Levar almoço-volante.


Como chegar ao Farol de Montedor:
Vindo de sul pela E.N 13, passa-se a cidade de Viana do Castelo e segue-se em direcção a Vila Praia de Âncora/Caminha. Cerca de seis quilómetros depois de se deixar Viana dos Castelo vemos à nossa direita indicações para a povoação de Carreço, Continuámos pela EN.13 e mais à frente o terreno deixa de ser plano e temos uma subida e na parte superior dessa subida temos uma indicação à nossa esquerda para o Farol de Montedor. Tomámos essa estrada para O farol de montedor

Vindo de norte pela E.N 13, passa-se a vila de Vila Praia de Âncora e segue-se em direcção a Viana do Castelo. Cerca de oito quilómetros depois de passar Vila Praia de Âncora, vemos à nossa direita uma indicação para o Forte de Paçô. Continuámos pela EN.13 e mais à frente o terreno deixa de ser plano e parte superior de uma subida temos uma indicação à nossa direita para Farol de Montedor. Tomámos essa estrada para o farol de Montedor.

Mapa de acesso ao farol de Montedor
Clicar na imagem para ampliar



Mapa geral
Clicar na imagem para ampliar





As "Caminhadas no Litoral Minhoto" que se realizam no 1º Domingo de cada mês pretendem percorrer algumas das áreas mais naturais dos concelhos de Caminha, Esposende, Viana do Castelo e Vila do Conde, passando por espaços como a Arriba Fóssil de Esposende, a serra de Santa Luzia, a Reserva Ornitológica de Mindelo, a costa do concelho de Esposende e de Viana do Castelo, ou a foz do Rio Minho, evidenciando que no litoral ainda existem espaços naturais que merecem uma constante visita e usufruto. Estas caminhadas são organizadas pelo blogue "Pedestrianismo e Percursos Pedestres" (http://pedestrianismo.blogspot.com) e pelo Grupo de Caminhadas VerdeMinho (http://verdeminho.blogspot.com).

Clicar para ampliar




Marcha ecológica pela Dorsal Galega, de 14 a 29 de Setembro, organizada pela Agrupaçom de Montanha Augas Limpas.

Entre os días 14 e 29 de Setembro decorrerá por etapas uma Marcha que atravessará a Galiza, desde a fronteira portuguesa no rio Minho, a sul, até ao Mar Cantábrico a norte, utilizando para tal a denominada Dorsal Galega. O objectivo da marcha é reivindicar a defesa da terra galega e assinalar as principais agressões ambientais que este território tem vindo a sofrer. A organização é da AMAL - Agrupaçom de Montanha Augas Limpas.

O projecto tem por lema "Pola defesa da nossa Terra: Bota-te ao monte" e no final de cada roteiro em roteiro realiza-se alguma actividade formativa relacionada com o meio ambiente, a história da comarca respectiva ou o montanhismo.


Roteiros:

1º Roteiro: Serra da Paradanta. Sexta 14 e sábado 15 de Setembro.
Saída no dia 14 de Setembro, às 9 horas, do apeadeiro ferroviário de Sela (concelho de Arvo), junto ao Rio Minho.

2º Roteiro: Serra do Suído. Domingo 16 de Setembro.

3º Roteiro: Serra do Faro e Farelo. Terça 18 e Quarta 19 de Setembro.

4º Roteiro: Serras do Careom e da Cova da Serpe. Sábado 22 e Domingo 23 de Setembro.

5º Roteiro: Serra da Loba. Quinta 27 e Sexta 28 de Setembro.
A associação cultural e ambientalista ""O Abordelo" colabora neste roteiro.

6º Roteiro: Serra da Faladoira. Sábado 29 de Setembro.
Final: Estaca de Bares (Mar Cantábrico)


Mais informações:
Tl: (+34) 667673715 (de 9:00 a 13:00)
E:mail: aguaslimpas@gmail.com
http://aguaslimpas.blogspot.com

Dorsal Galega ('cordilheira' de montanha)



Manifesto "Pola defesa da nossa Terra: Bota-te ao monte"

Marcha pela Dorsal Galega.

"Desde a Serra do Suído até a Serra da Faladoira, umha cadeia de montanhas percorre o país de sul a norte. É a Dorsal Galega, umha linha de média montanha que acada alturas entre 500 e 1200 metros. A Agrupaçom de Montanha Augas Limpas continua a sua jeira convocando umha marcha montanheira durante quinze dias, em seis etapas organizadas por relevos, para juntar o goce da nossa Terra à reivindicaçom e à denúncia.

Na actualidade, quase três quartas partes do nosso país som zonas de monte. Décadas de desleixo político, ‘desarrollismo’, expólio energético espanhol e desertizaçom tenhem convertido esta nossa grande riqueza económica e cultural um ermo que aproveitam livremente muitas empresas depredadoras. Sem umha planificaçom séria e respeitosa com o património colectivo, os usos do monte esmorecem em benefício da rapina capitalista, entorpecendo assim umha sólida base para a soberania galega e para umha outra relaçom com o meio baseada na variedade de aproveitamentos da terra. O uso agro-gandeiro do monte decai pola perda de populaçom; o uso florestal empobrecedor e curto-pracista tem cedido aos interesses da indústria madeireira promotora do monocultivo eucalipteiro, fechando as portas à exploraçom das madeiras nobres; e o uso recriativo e formativo, fundamental para que o povo galego conheça o que tem de seu, é sequestrado por um processo de turistificaçom agressivo e pensado para ricos espanhóis. Quando um monte se salva das canteiras ou dos parques eólicos, periga por grandes infraestruturas rodoviárias, pistas de esqui ou urbanizaçons para acaudalados.

Desde meados deste mês de Setembro, a AMAL organiza umha longa marcha montanheira com a pretensom de que conheçamos entre todas e todos este grande património galego, e também de denunciar sobre o terreno os responsáveis da sua destruiçom. Som empresas e políticos com nomes próprios, perfeitamente relacionados, os culpáveis de que cada vez mais espaços comunitários sejam roubados ao povo, de que sejam fanadas as fontes de riqueza, e de que se negocie com o que nom tem preço e nom é umha mercadoria.

Queremos convocar-te a algumha das nossas etapas de conhecimento e reivindicaçom. Começarám na Paradanta e seguirám pola Serra do Suído, para alcançar dias depois os cumes do Faro e percorrer o Careom, no centro da Galiza. Já no norte do país, andará-se a Cova da Serpe e a Serra da Loba, para culminar a marcha na Serra da Faladoira e rematar a actividade em Estaca de Bares. Ao rematar cada rota, de dous ou três dias de duraçom, realizaremos algumha actividade formativa relacionada com o meio ambiente, a história da comarca respectiva ou o montanhismo. Também deixaremos a nossa pegada assinalando os responsáveis de tantas desfeitas que inçam ao país. É o nosso contributo modesto à formaçom dumha comunidade de resistência nacional que face ao desarrolhismo e a dependência da Galiza, arredando-se no dia a dia, o máximo possível, do esbanjamento e do desprezo do que é próprio. Contamos contigo."

Galiza, Agosto de 2007.


Fonte do texto:
AMAL - Agrupaçom de Montanha Augas Limpas.