sábado, Março 10, 2007

Trilho pedestre do Vale do Urzal - Percurso Interpretativo “Ciclo do Pão”, no lugar de Grijó, freguesia de Rio Frio, Arcos de Valdevez,

No catálogo dos melhores produtos regionais do mundo da afamada Fundação "Slow-Food” apenas constam dois produtos portugueses : são eles a laranja do Ermelo e a broa de milho tradicional de Arcos de Valdevez, produtos cuja entrada nesse restrito círculo se processou nos últimos anos. A propósito, ver notícia do Jornal de Notícias (18/02/2006).

Esta distinção foi também um estímulo para levar mais longe o projecto de recuperação da técnica ancestral de fazer o pão. Depois de recuperada a variedade de milho regional, o forno a lenha, a masseira e a cunca, recuperou-se também o moinho de água e o percurso pedestre que lhe dá acesso.

Este trilho, denominado Trilho pedestre do Vale do Urzal - Percurso Interpretativo “Ciclo do Pão”, começa no lugar de Grijó, freguesia de Rio Frio, Arcos de Valdevez, desce um vale com as águas cristalinas, os animais em pastoreio, as moreias de palha, os campos vestidos de verde, as poças e levadas, o ‘cantar’ dos carros de bois... até ao moinho de água onde é moído o milho que dá origem à farinha que se utiliza na confecção da broa de milho. O trilho regressa ao lugar de Grijó. A ida e o regresso apenas são coincidentes em cerca de 1 Km. A distância é de cerca de 7 Km.

Esta recuperação foi realizada por Joaquim Carlos Dantas, que também providencia nas suas instalações a provas de produtos locais, participação na cozida da broa de milho, visitas a explorações agrícolas e ao moinho (a mó, a adelha, o pejadoiro, o rieiro, o rodízio e a seteira). Para grupos são servidas refeições nas instalações, sempre baseadas nas melhores produções locais e da época: as carnes de porco bisaro, as couves e batatas da horta caseira, o caldo de farinha, o cabrito da serra, a (nutritiva) água de unto, o arroz doce, o leite creme e outras iguarias. As matérias primas utilizadas nos pratos que são confeccionados são produzidas localmente na própria exploração, sem recurso a produtos químicos, alimentos concentrados ou outros estimulantes de crescimento para animais. Para poupar o ambiente, o único material combustível que é utilizado na lareira ou no forno é a lenha.

Contactos com o sr. Joaquim Carlos Dantas - Grijó - Rio Frio - Arcos de Valdevez - tel. 962141364 - mail: sabores [arroba] megamail.pt


(post baseado em informação recebida via e-mail)

p.s. a propósito lembro-me tinha eu 14, 15 anos ( aí em meados de 80) e fui com um grupos de amigos vilacondenses fazer o trilho Arcos de Valdevez-Lindoso-Arcos de Valdevez e passarmos pela primeira vez por esta zona de microclima do Ermelo, com as suas 'célebres' laranjas.

Sem comentários: