quinta-feira, maio 31, 2007

1.º Passeio Pedestre “Por trilhos e calçadas até à… Faia da Água Alta”, Bemposta (Mogadouro), dia 3 de Junho

1.º Passeio Pedestre “Por trilhos e calçadas até à Faia da Água Alta”

Bemposta (Mogadouro) 3 de Junho de 2007


"Este passeio pedestre é organizado pela Junta de Freguesia de Bemposta e tem como objectivos mostrar o potencial paisagístico da freguesia e ser mais um dos eventos voltados para a promoção da actividade física.

O percurso tem cerca de 7,5 km, com saída da aldeia de Bemposta às 9h00 (largo das Eiras de Baixo) em direcção à Faia da Água Alta. Entre as mais imponentes quedas de água do país, com os seus 35 metros de altura, esta tem uma característica quase única, isto é, em épocas do ano abundantes em água, é possível passar por detrás dela, de uma margem à outra, sem que as pessoas se molhem. Após uma pausa para apreciar a rara beleza do local, segue-se em direcção a Lamoso, uma pequena aldeia povoada de casas bem típicas onde após se percorrerem algumas centenas de metros se entra na calçada romana de regresso a Bemposta. Pelo caminho, e com uma quase paragem obrigatória na ponte romana para ouvir o afinado cantar das rãs, podem ser apreciados, ao longe e ao perto, os típicos pombais brancos perdidos no meio dos campos.

Clicar para ampliar


Informações e inscrições em:

www.caminhadabemposta.com.sapo.pt
Telm.(00351) 938402774 e 916474128
Telf.(00351) 279579515 e 279578031

Inscrição online

Abertura do Secretariado às 8h00 na Junta de Freguesia de Bemposta.
Valor da inscrição 10€ com seguro e almoço

- Todos os participantes terão no final uma lembrança.
- Haverá animação cultural no final do almoço.
- No final os participantes poderão tomar banho.
- Os menores terão obrigatoriamente que apresentar um termo de responsabilidade assinado pelos seus pais/encarregados de educação


Fonte do texto e cartaz: www.caminhadabemposta.com.sapo.pt

Festival de Percursos Pedestres "MontesLongos" 2007, em Fafe, de 9 a 10 de Junho, organizado pelos "Restauradores da Granja"

MontesLongos 2007 - Festival de Percursos Pedestres de Fafe

Serranias de Fafe - 09 e 10 de Junho de 2007


Os Restauradores da Granja organizam nos próximos dias 9 e 10 de Junho de 2007, o evento “MontesLongos 2007 – Festival de Percursos Pedestres de Fafe”, que durante dois dias vai ser a Capital do Pedestrianismo Nacional.

Para além da realização dos diversos percursos pedestres implementados no concelho, dos eventos populares, sócio-culturais, etnográficos, gastronómicos, etc, que este festival nos habituou ao longo dos anos, nesta edição 2007 teremos também eventos como a Inauguração da PR 7 FAF “Caminhos de S. João” (de cerca de 9 km), uma mostra e venda de material para montanhismo e pedestrianismo, ou a inauguração da Exposição de Pintura “O Pedestrianismo na Tela” de Belmira Guimarães.


Clicar para ampliar

CALENDÁRIO:

Dia 9 de Junho - Sábado

Abertura do secretariado no local de inicio de cada percurso 30 minutos antes do seu começo: Inscrições, confirmação de inscrições, distribuição de lembranças individuais

9:00 h: início da PR 1 FAF “Rota do Maroiço”, 21 km, nível médio/alto

10:00 h: início da PR 2 FAF “As Aldeias das Margens do Rio Vizela”, 15 km, nível médio

10:00 h: início da PR 3 FAF “À Descoberta de Aboim”, 13 km, nível médio

10:00 h: início da PR 5 FAF “Rota dos Espigueiros”, 13 km, nível médio

11:00 h: início da PR 6 FAF “Levada de Pardelhas”, 5 km, nível baixo

14:30 h: Previsão da chegada dos pedestrianistas ao Parque de Campismo da Barragem de Queimadela.

14:30 h: Sopa da Terra

15:00 h: Abertura do espaço/divulgação de actividades pedestrianistas dos clubes presentes

15:45 h: Inauguração da Exposição de Pintura “O Pedestrianismo na Tela” de Belmira Guimarães

16:00 h: - Mostra de artesanato local; mostra e venda de material para montanhismo; divulgação de percursos pedestres e canoagem.
Divulgação de: Micologia, Ambientalismo, Geocaching, Orientação
Jogos populares: corda, corrida de saco, andas, roda e malha.

15:30: início da PR 6 FAF “Levada de Pardelhas”, 5 km, nível baixo

17:00 h: “Caminhar em Família” na PR 4 FAF “Trilho Verde da Marginal”, 3 km, nível baixo

19:00 h: Tainada Minhota:

  • Convívio Gastronómico –“Traz do teu, come de todos”, para o qual deverás trazer algum petisco característico da tua região (um prato confeccionado; produtos de fumeiro; queijos; doçaria; etc.). A organização garante condições de armazenamento e conservação para os produtos. Traz o prato, a malga, os talheres e uma pinga.
  • Estórias de experiências de pedestrianistas, contadas na primeira pessoa
  • Festival de Imagens alusivas ao pedestrianismo
  • Animação musical: Gaita-de-foles
  • Entrega de lembranças aos clubes participantes


Dia 10 de Junho – Domingo

8:30 h: Abertura do secretariado no largo da Igreja em Aboim:

– Inscrições, confirmação de inscrições, distribuição de lembranças individuais.

9:00 h: Inauguração da PR 7 FAF “Caminhos de S. João, cerca de 9 km, nível médio

9:15 h: Saída para a marcha.

12:15 h: Previsão da chegada dos pedestrianistas.

12:30 h: Tainada Minhota.

14:30 h: Visita à “Feira Tradicional do Concelho de Fafe”, na Praça 25 de Abril, com mostra etnográfica, artesanato, taberna ambulante e produtos da terra – Org. Rancho Folclórico de Fafe.
Participe, usando trajes esquecidos no fundo das arcas e venha defender a etnografia, a recuperação, preservação e revitalização da identidade sócio-cultural das gentes de Fafe.




Inscrições:

1. Às inscrições com o respectivo pagamento recebidas nos Restauradores da Granja até 7 de Junho de 2007, será feito um desconto de 50%, garantindo-se lembrança individual.
2. Às inscrições efectuadas após o dia 7 de Junho, a inscrição sofre um agravamento de 50%, não se garantindo lembrança individual.

Taxas de inscrição:
Federados com Carta de Montanheiro: 15 € (2 dias); 10 € (1 dia)
Não federados ou com Carta Campista Nacional:20 €(2 dias); 15 € (1 dia)
Praticantes menores de 16 anos (inc.) : isentos

SEGURO – Não federados e Menores de 16 anos: 3,50 Euros por cada participante, pago até 07 de Junho de 2007.

Inclui: Lembrança individual, documentação e refeições.



Contactos:

Restauradores da Granja
Bairro da Granja
4820-134 Fafe

Telefone: 253 494 344
Fax: 253 495 466

937 446 880 – Daniel Oliveira
966 771 364 – Afonso Costa
939 253 134 – Américo Lapa
919 021 132 – Gabriel Soares

E-mail: montanhismo[arroba]restauradoresgranja.com

www.restauradoresgranja.com


Fonte do texto e cartaz: Restauradores da Granja [Gabriel Soares]

Guia de Percursos Pedestres do Algarve" disponível online, gratuito.


Na altura, quando fiz alusão ao lançamento do "Guia de Percursos Pedestres do Algarve" ainda não estava disponível online esta excelente publicação, de 121 páginas. Como já está evoco agora a versão digital desse guia.


"Ao todo, são 33 os percursos pedestres pelo Algarve incluídos no Guia que a Região de Turismo acaba de lançar.

Trata-se do segundo guia dedicado aos passeios a pé a ser editado pela RTA – o primeiro foi lançado nos anos 80 – mas esta é a primeira vez que a publicação inclui percursos em toda a região, devidamente acompanhados por mapas, informações sobre a fauna e a flora e outros dados de interesse para os caminhantes.

Em termos de extensão há percursos para todos os fôlegos, idades e preparações físicas: desde o curto passeio de 1,2 quilómetros no Parque Municipal das Fontes de Estombar (Lagoa), até aos 20 quilómetros do percurso “Entre vales, fontes e memórias da Serra do Caldeirão”, em São Brás de Alportel.

Os passeios propostos dividem-se por cinco grandes zonas do Algarve: Costa Vicentina (três percursos), Litoral Sul (sete), Barrocal (seis), Serra (nove) e Guadiana (oito).

Na Costa Vicentina, as propostas começam com o Trilho dos Aromas (14 quilómetros a percorrer em 4h30), perto da Bordeira (Aljezur), continuam pelo Trilho das Marés (19km, 7h00), na Carrapateira (Aljezur) e terminam com o Trilho Ambiental do Castelejo (3,5km, 1h30), perto de Vila do Bispo.

No Litoral Sul, os dois primeiros percursos desenrolam-se na Ria de Alvor: “Ao Sabor da Maré” (5km/2h00) e «Rocha Delicada», na Quinta da Rocha (7km/2h00).

Segue-se o Percurso de Interpretação da Praia Grande, no litoral de Silves (5,5 km, 2h00), o Trilho de São Lourenço, perto de Almancil (3,4km, 1h30), o percurso da Ilha da Culatra, no Parque Natural da Ria Formosa (5,6 km, 2h00), o percurso no Centro de Educação da Quinta de Marim, também no PNRF (3km, 1h30) e finalmente o Trilho da Praia do Barril, em Tavira (3km, 1h15).


Clicar na imagem para fazer
o download do livro (10 Mb - pdf)


No Barrocal, a lista de propostas começa com o percurso no Parque Municipal do Sítio das Fontes, em Estombar, no concelho de Lagoa (1,2 km, 30 minutos), e prossegue com dois percursos na zona de Paderne (Albufeira): um à volta do Castelo de Paderne (4,5km, 1h30) e outro no Cerro de S. Vicente (11 km, 3h30).

O guia propõe ainda passeios na Rocha da Pena (6,4km, 2h00) e na Fonte da Benémola (4,4 km, 1h30), ambos no concelho de Loulé, e ainda os «Caminhos e encruzilhadas de ir à fonte», no concelho de São Brás de Alportel (9km, 3h00).

Na Serra, o Guia começa por propor dois percursos na Mata de Barão de S. João (Lagos): o primeiro é o “Percurso Vermelho” (12 km, 4h00), o segundo é o “Percurso Lilás” (6km, 2h00).

Depois, segue-se o Trilho da Fóia, na Serra de Monchique (7km, 2h30), ou ainda o Percurso do Lagoão, em S. Marcos da Serra (10km, 3h30).

No interior do concelho de Tavira, na freguesia do Cachopo, surgem três propostas: Percurso da Masmorra, na zona das Mealhas (5,5km, 2h00), Percurso D. Quixote, nas Casas Baixas (17km, 6h00), e ainda Percurso da Reserva (5,2 km, 2h00).

Em São Brás de Alportel, há também dois percursos assinalados no Guia: o do Barranco das Lajes (5,5km, 2h00) e “Entre Vales, fontes e memórias da Serra do Caldeirão” (20 km, 7h00).

Finalmente, na zona do Guadiana, surgem oito propostas de passeios, quase todos de extensões assinaláveis. Os três primeiros desenvolvem-se no concelho de Alcoutim: “Cerro acima, cerro abaixo”, na zona de Vaqueiros (13 km, 4h30), “Ladeiras do Pontal” (13,5km, 4h30) e ainda “Corre, corre Guadiana”, na zona das Laranjeiras (8,5km, 3h00).

Seguem-se quatro percursos no concelho de Castro Marim, o primeiro dos quais nas Terras da Ordem, em Odeleite (12,5km, 4h00). Segue-se o “Caminho da Amendoeira”, também perto de Odeleite (11km, 4h00), “Uma Janela para o Guadiana”, na zona do Azinhal (7,5km, 2h30) e um percurso no Sapal de Venta Moinhos, na Reserva Natural do Sapal de VRSA e Castro Marim (7km, 2h00).

O último percurso sugerido por este Guia chama-se “Boa Vista” e situa-se na Corte António Martins, no interior da freguesia de Vila Nova de Cacela (9km, 3h00).

O Guia de Percursos Pedestres pode ser obtido gratuitamente nos Postos de Turismo.

O turismo pedestre e de Natureza há dezenas de anos que atrai milhares de turistas ao Algarve, embora só muito recentemente a RTA tenha começado a dar mais atenção a este segmento.

Fonte do texto: Barlavento online - 31-5-007

quarta-feira, maio 30, 2007

duas referências..

Agradeço ao blogue "O Antivilacondense " e ao meu amigo Alex (Alexandre) no blogue o "Segundo Andamento" a referência que me fizeram. Eu acho que na altura em que publicaram aqueles posts ainda estavam convencidos que eu tinha sido o totalista de Vila do Conde desta semana do Euromilhões!! eheheeee

Evento multidisciplinar Brisas do Atlântico, de 9 a 10 de Junho, em Odemira, integra caminhada e workshop de Pedestrianismo

O evento multidisciplinar Brisas do Atlântico, decorrerá em 9 e 10 de Junho, no concelho de Odemira e integrará uma caminhada de 22 km no Domingo entre Almograve e a Zambujeira-do-Mar

Ajudar a construir um desporto melhor, mais justo e mais equilibrado é a missão, declaradamente, assumida pela organização das Brisas do Atlântico.

A Zambujeira-do-Mar, na tarde de Sábado, acolhe o início desta iniciativa, com animação desportiva e musical no Espaço Atlântico, incluindo oficinas de vários desportos. A noite será de reflexão com um debate sobre “O desporto para indivíduos portadores de deficiência”.

No Domingo, uma corrida de ciclismo, de atletismo ou de patinagem, bem como uma caminhada, perfazem as opções disponíveis para realizar o percurso de 22km entre Almograve e a Zambujeira-do-Mar, com início pelas 9h30m.

Este evento é organizado pela Câmara Municipal de Odemira, tendo o apoio de diversas entidades como a Federação Portuguesa de Desporto para Deficientes, a Associação de Paralisia Cerebral de Odemira ou Instituto do Desporto de Portugal, I. P.


Cartaz dos eventos do dia 10 de Junho
(Clicar na imagem para ampliar)


Programa:

Sábado, dia 9 de Junho de 2007

14h00 - Abertura do secretariado – Almograve

15h00
Espaço Atlântico – Zambujeira do Mar:
- Jogos de praia
- Aula de iniciação ao Surf
- Animação Musical

16h00
Brisas do Atlântico – passeio em viatura da organização pelo percurso da prova – Zambujeira do Mar/Almograve

Almograve:
16h00 - Workshop de Pedestrianismo
16h15 - Aula de iniciação à patinagem
16h30 - Workshop de técnicas de corrida
16h45 - Gincana de bicicleta
18h30 - Concerto Musical

21h00 - Debate: O desporto para indivíduos portadores de deficiência – (Local a definir)


Domingo, dia 10 de Junho de 2007

07h30/09h00
Transporte de participantes da Zambujeira para o Almograve

09h30
Corrida de ciclismo, de atletismo, de patinagem e caminhada, no percurso de 22km entre Almograve e a Zambujeira-do-Mar


Apresentação mais detalhada da iniciativa


Caminhadas no Litoral Minhoto no 1º Domingo de cada mês

Caminhadas no Litoral Minhoto



Estas caminhadas que se realizam no 1º Domingo de cada mês pretendem percorrer algumas das áreas mais naturais dos concelhos de Caminha, Esposende, Viana do Castelo e Vila do Conde, passando por espaços como a Arriba Fóssil de Esposende, a serra de Santa Luzia, a Reserva Ornitológica de Mindelo, a costa do concelho de Esposende e Viana do Castelo, ou a foz do Rio Minho.


Clicar para ampliar


Calendário:

1 de Julho de 2007
Trilho dos Miradouros
Localização: Arriba Fóssil de Esposende
Tipo de Percurso: Trilho circular
Local de Inicio e Final do Percurso: Junto à Capela de St António (no centro de Palmeira de Faro)
Hora de Partida: 9h35
Distância percorrida: 14 km
Duração aproximada: 5 horas
Grau de dificuldade: Fácil/Moderado
Fotos / Descrição do Percurso


2 de Setembro de 2007
Trilho da Chão
Localização: Serra de Santa Luzia - Viana do Castelo
Tipo de Percurso: Trilho circular (parte de PR sinalizado)
Início e fim: Junto à SIRC- Sociedade de Instrução e Recreio de Carreço (Carreço -Viana do Castelo)
Hora de Partida: 9h30
Distância percorrida: 14 km
Duração aproximada: 5 horas
Grau de dificuldade: Fácil/Moderado
Fotos / Descrição do Percurso


7 de Outubro de 2007
Trilho Fortes e Moinhos da Costa
Localização: litoral de Viana do Castelo
Tipo de Percurso: Trilho linear
Local de concentração e inicio do percurso: junto ao Farol de Montedor (lugar de Montedor, freguesia de Carreço, concelho de Viana de Castelo)
Hora de concentração: 9h00
Local do fim do percurso: Praia Norte (com ida e regresso ao Bugio). Antes do inicio do percurso será efectuado um plano que providencie transporte no final do percurso na Praia Norte.
Distância percorrida: 14 km
Duração aproximada: 4 horas
Grau de dificuldade: Fácil
Fotos / Descrição do Percurso / Descrição da Actividade


4 de Novembro de 2007
Trilho da Pedra Alçada
Localização: Serra de Arga – Caminha
Tipo de Percurso: Trilho circular
Local de encontro:Junto à Igreja paroquial de Dem
Hora de Encontro: 9h30
Início e fim do percurso: Arga de S. João
Distância percorrida: 11,5 km
Duração aproximada: 4 horas
Grau de dificuldade: Fácil
Fotos / Descrição do Percurso


2 de Dezembro de 2007
Trilho dos Miradouros II
Localização: Arriba Fóssil de Esposende
Tipo de Percurso: Trilho circular
Início e fim: Junto à Igreja Paroquial do Belinho
Hora de Partida: 9h30
Distância percorrida: 14 km
Duração aproximada: 5 horas
Grau de dificuldade: Fácil/Moderado
Fotos / Descrição do Percurso



6 de Janeiro de 2008
Trilho do Canos de Água
Localização: Serra de Santa Luzia - Viana do Castelo
Tipo de Percurso: Trilho circular (PR sinalizado)
Início e fim: Junto à Igreja de St Luzia
Hora de Partida: 9h30
Distância percorrida: 10 km
Duração aproximada: 3h30
Grau de dificuldade: Fácil
Fotos / Descrição do Percurso


2 de Março de 2008
Cobertorinho – Espiga – Capela de St Antão
Localização: Moledo - Caminha
Tipo de Percurso: Trilho circular
Local de concentração prévio: Igreja (matriz) de Vila Praia de Âncora - 09h15
Início e fim da caminhada: Vogadas (Moledo)
Hora de Partida da caminhada: 9h30
Distância percorrida: 12 km
Duração aproximada: 4h30
Grau de dificuldade: Moderado/Baixo
Fotos / Descrição do Percurso


6 de Abril de 2008
Percurso pedestre em Mindelo
Localização: freguesias de Mindelo, Arvore e Azurara (Vila do Conde)
Tipo de Percurso: Trilho circular
Início e fim: Mindelo (Largo D. Pedro IV - junto à praia de Mindelo)
Hora de Partida: 9h15
Distância percorrida: 12 km
Duração aproximada: 4h30 (incluindo almoço e uma visita guiada)
Grau de dificuldade: Fácil
Descrição do Percurso - Fotos - Fotos ( reconhecimento do percurso )




Organização:
Grupo de Caminhadas VerdeMinho
e blogue "Pedestrianismo e Percursos Pedestres"


Inscrições* (gratuitas):
pedestrianismo@gmail.com
verdeminho@gmail.com


*não inclui transporte, seguro e alimentação, que devem ser os participantes a prover-se de tal

Grupo "100 Atalhos" de Carvalhal Redondo, concelho de Nelas

Descobri há poucas horas, através de um email o grupo "100 Atalhos" (com cerca de dezena e meia de membros) da localidade Carvalhal Redondo, concelho de Nelas, no coração da região Beirã.

As minhas impressões sobre o grupo são (forçosamente) somente baseadas no webite deles, que se me afigura muito bem concebido (e pelo guestbook depreendo que já data pelo menos de inicio de 2005 embora no copyright surja © 2002-2007), muito "maneirinho", com informações sobre as actividades que realizam e com muitas galerias de belas fotos sobre os sítios que calcorrearam ao longo dos anos (caminhadas, BTT e até por vezes canoagem). Muito Parabéns ao website e ao grupo em si!

O concelho de Nelas é para mim um concelho especial pois tive de realizar durante a faculdade um trabalho que era "uma espécie de PDM" (© gato fedorento) que uma vez aludi num post (cujo texto principal está neste post), e nesse âmbito percorri durante vários dias o concelho, inclusive estive em Carvalhal Redondo.

Uma foto do grupo "100 Atalhos" para ilustrar
as belas fotos que podem encontrar no website.

Caminhada na Serra da Malcata dia 2 e 3 de Junho pelo Grupo de Caminheiros Gaspar Correia

O "Grupo de Caminheiros Gaspar Correia" irá realizar uma caminhada, nos próximos dias 2 e 3 de Junho, com início em Vale de Espinho, passagem pela Serra da Malcata e chegada a Valverde del Fresno , em Espanha.

O Grupo de Caminheiros Gaspar Correia tem a sua sede em Portela de Sacavém. Este grupo conta com 23 anos de caminhadas realizadas um pouco por toda o espaço da Península Ibérica. Para mais informações Tel. 963238154

terça-feira, maio 29, 2007

Percurso pedestre e interpretativo “À descoberta da Serra da Gardunha”, dia 2 de Junho, organizado pela QUERCUS, em Louriçal do Campo (Castelo Branco)

No próximo dia 2 de Junho, a QUERCUS irá organizar um percurso interpretativo “À descoberta da Serra da Gardunha” no âmbito da comemoração dos Dias Verdes.

Esta acção decorrerá em ambas as vertentes da Serra da Gardunha. Durante a manhã os participantes irão efectuar um percurso pedestre de cerca de 3h30 ao longo da rio Ocreza durante o qual irão tomar conhecimento dos valores naturais da região. À tarde será feito um pequeno percurso interpretativo para observação de Asphodelos bentho rainhae (endemismo da Serra da Gardunha)



Programa:
8h- Encontro no Louriçal do Campo (junto à igreja).
8h30- Inicio do percurso pedestre.
12h30- Almoço campestre (os participantes deverão levar comida partilhável por forma a tornar o almoço mais interactivo).
16h30- Partida para a Encosta norte da Serra da Gardunha
17h- Pequeno percurso interpretativo para observação de Asphodelos bentho rainhae (Endemismo da Serra da Gardunha)
18h30- Regresso a Castelo Branco



Inscrições e informações:
QUERCUS - Associação Nacional de Conservação da Natureza
Núcleo Regional de Castelo Branco
Trav. da Ferradura, nº 14
6000-293 Castelo Branco

Telef: 272 324 272, 966 484 942
E-mail: castelobranco@quercus.pt

O limite máximo é de 20 inscrições. A alimentação e o transporte são da responsabilidade dos participantes.



Fonte: QUERCUS

Montanhas de Espertos (1)

Em 2000 um brasileiro, Luciano Pires, com 32 anos, começou um treino de mais de um ano para chegar ao Evereste. Treinou, leu muitos livros do tema, treinou, reuniu material, treinou, reuniu informações de outras alpinistas, treinou. Em Abril de 2001 foi para o Nepal e no final desse mês atingiu o seu objectivo: chegar o Campo Base do Everest. Sim, o Campo Base, não me enganei, uma região "inóspita a 5 350 metros de altitude", não acessível a todos, mas a muitos e muitos mesmo! Já agora, ainda ontem, 28 de Maio de 2007, estiveram bem mais lá para cima, no cume, a 8848 metros, mais de 50 alpinistas (e até já se fazem chamadas de telemóvel do cume!). Luciano Pires também reparou que tinha sido um "anjolas" pois tinha pago um balúrdio a uma empresa para o levar lá, quando se alugasse um guia em Katmandu como a maioria faz, nem 1/5 do do dinheiro tinha pago! Enfim, devia ter lido mais livros sobre o tema!!
Entretanto Luciano Pires regressou ao Brasil, e no ano seguinte, 2002, publicou um livro "O meu Everest" que vendeu para caramba! [expressão brasileira]. Sempre deu para pagar o que tinha gasto a mais no Nepal. Escreveu mais umas crónicas e deu diversas entrevistas a jornais. No Brasil existem dois livros publicados sobre brasileiros que 'foram' ao Everest, um é do grande alpinista Waldemar Niclevicz e outro é este.
Conclusão: este mundo é para os espertos, infelizmente não interessa sê-lo o que interessa é parecê-lo!

Daqui a uns dias o caso 2 e por aí adiante...

Câmara Municipal da Povoação (Açores) celebra "Dia International dos Trilhos" ( 2 de Junho) com a realização de diversos percursos pedestres

O "Dia International dos Trilhos" (International Trails Day) é um evento celebrado sobretudo nos países da América do Norte, no primeiro sábado de Junho de cada ano. Este ano é celebrado no dia 2 de Junho.

A Câmara Municipal da Povoação, nos Açores, associa-se ás comemorações internacionais deste Dia com o lançamento da campanha “À Descoberta do Concelho da Povoação”. Neste dia, serão percorridos os trilhos do Lombo Gordo e Pico de Água Retorta.

Trata-se de uma iniciativa que visa dar a conhecer o concelho por dentro, à semelhança do que foi feito o ano passado, incentivando os participantes a observar os recantos naturais de cada freguesia, através de um passeio pedestre pelos trilhos do município, acompanhados de um guia.


Clicar para ampliar

À disposição dos interessados estão marcados no concelho 12 trilhos classificados num total de 83.3 kms.


Calendário de Percursos pedestres À Descoberta do Concelho da Povoaçãodo Município de Povoação:

2 de Junho - Trilho do Lombo Gordo e Trilho do Pico de Água Retorta.

9 de Junho - Trilho do Sanguino

16 de Junho - inauguração do Trilho do Pico do Ferro (a coincidir com o decorrer da IV Mostra do Cozido das Furnas), e a cerimónia de apresentação no concelho da cadeira para deficientes e a utilidade da mesma no percurso pedestre.

23 de Junho - Trilho da Vigia da Baleia

30 de Junho - Trilho do Agrião

7 de Julho - inauguração do Trilho Povoação/Pico da Vara.

14 de Julho - Trilho da Lobeira/Praia da Amora

21 de Julho - Trilho do Pico da Areia

28 de Julho - Trilho do Redondo

4 de Agosto - Trilho da Ribeira do Faial da Terra



Inscrições (para qualquer percurso):

Centro de Informação Turismo e Artesanato da Vila da Povoação
Telefone 296-55-90-50
E-mail: info.turismo@cm-povoacao.pt
http://www.cm-povoacao.pt

As inscrições são gratuitas.


Fonte: Câmara Municipal de Povoação

Cerca de 70 caminheiros em passeio pedestre por Vila Velha do Ródão, organizado pela Associação Recreativa e Cultural da Tostão, dia 27 de Maio

Realizou-se no último domingo, dia 27 de Maio, por iniciativa da Associação Recreativa e Cultural da Tostão, de Vila Velha de Ródão um percurso pedestre ao longo da Ribeira do Açafal com passagem pela barragem do mesmo nome e subida até aquela povoação a norte do concelho. Cerca de 70 "atletas" de todos os estratos sociais, personificaram um excelente ambiente de convívio que viria a concluir com um almoço de confraternização servido naquela associação, tendo o seu presidente, prof. Fernando Carmona, vereador da Câmara Municipal, sido o cicerone em toda a jornada.

Este foi o segundo ano do evento e ficou a saber-se que para o ano há mais…

Fonte: Jornal "Reconquista" - 29-5-007

Blog Carris organiza em Junho a segunda caminhada histórica às Minas dos Carris, ainda com data a ser acordada entre os potenciais participantes

"No mês de Junho o blog Carris organiza a segunda caminhada histórica às Minas dos Carris com o objectivo de dar a conhecer aquele canto singular do Parque Nacional da Peneda-Gerês.

A participação nesta caminhada não tem qualquer custo de inscrição mas o número de pessoas a incluir no grupo tem de ser necessariamente limitado. Quem desejar participar ou obter mais informações deverá enviar um email para rcb [arroba] netcabo.pt.

Nesta fase não temos uma data definida e desejamos reunir o maior consenso possível, por isso esperamos pelas vossas sugestões!

A proposta que é feita é a de juntar um grupo de pessoas que estejam interessadas em caminhar o Vale do Alto Homem e percorrer as ruínas do antigo complexo mineiro de Carris e das Sombras. Como ponto extra poderemos adicionar uma ida ao ponto mais alto da Serra do Gerês, o Pico da Nevosa, caso haja tempo para tal.

O Programa proposto é o seguinte:
7.00 - Concentração em Braga em frente à Bracalândia.
7.15 - Saída em direcção às Caldas do Gerês.
8.00 - Pequeno-almoço no Café Ramalhão.
8.30 - Saída em direcção à Portela do Homem.
9.00 - Início da caminhada até às Minas dos Carris.
12.00 - Chegada às Minas dos Carris. Almoço. Visita às ruínas das Minas dos Carris.
16.00 - Regresso à Portela do Homem pelas Minas das Sombras.
20.30 - Regresso a Braga.

Caso haja interessados podemos organizar uma estadia no Parque de Campismo do Vidoeiro, Caldas do Gerês, ou no Parque de Campismo da Cerdeira, S. João do Campo (Campo do Gerês). Podemos também informar sobre os preços de estadias em pensões (Vale de Azereiros - Vilar da Veiga, Gerês).

Fonte: blogue Carris

"II Rota dos Pastores", em Mêas (Unhais-o-Velho - Pampilhosa da Serra) no dia 16 de Junho.

"Por iniciativa da Comissão de Melhoramentos de Meãs, instituição que tem promovido muitos eventos culturais e desportivos ao longo dos anos, realizar-se-á a 2ª marcha pedestre deste ano: desta vez o trajecto conduzirá até ao Picoto, o ponto mais alto do distrito de Coimbra, com objectivos de reviver a cultura local, tomar conhecimento de hábitos ancestrais, nem que seja, contemplando a paisagem que outras gerações olharam.

A ideia é a de refazer a antiga rota do pastoreio local, que das férteis várzeas de Meãs conduzia ao planalto do Malhadinho, logo que o tempo começava a aquecer. No ano passado, devido ao mau tempo, a caminhada teve um trajecto mais curto, pela Selada Silva.

Esta marcha pedestre liga Meãs à Covanca, passando pelo alto do Picoto (o ponto mais alto da serra do Açor) nos 1418 m de altitude. A paisagem ampla, esmagadora e bela, abrange os horizontes da Estrela, da Gardunha, até Espanha e à serra da Boa Viagem na Figueira da Foz, vendo-se o alto Alentejo e a serra de Gata em Espanha. Uma das paisagens mais belas e amplas de Portugal, podem estar certos.

Clicar para ampliar

Nesse local de pastores há vestígios de gravuras rupestres por eles executadas, tal como em toda a velha área pastoril das serras do Açor e da Estrela.

Quatro quilómetros a partir das Meãs, sempre a subir até ao alto do Picoto. O pequeno - almoço esperar-nos-á no planalto da Selada dos Couços. Depois, sempre a descer até à Covanca, na vertente norte, onde almoçaremos. O regresso será à tarde, por um caminho mais suave, contornando pela Selada Castela até às Meãs.

Os meansenses cultivam as suas memórias e têm feito alguns percursos pedestres que recordam um pouco a sua história e as origens de uma comunidade, tal como o seu modo de vida: o trabalho na mina, a pastorícia, a agricultura, a extracção do carvão, a moagem dos cereais…

Sendo, ao mesmo tempo, um acto cultural, desportivo e de são convívio, homenageamos todos os que, ao longo de gerações, percorreram esta rota."

Fonte do texto e cartaz: blogue Meansenses

segunda-feira, maio 28, 2007

620 participantes na caminhada "Rota da Cereja", dia 20 de Maio, no VI Encontro Nacional de Caminheiros, no Fundão.

620 pessoas participaram na caminhada na "Rota da Cereja", dia 20 de Maio, no VI Encontro Nacional de Caminheiros, no Fundão, organizada pelos Caminheiros da Gardunha. Nas seis edições realizadas esta foi a que registou atingiu o maior número de participantes.

Faça chuva ou faça sol, os amantes dos passeios pedestres estavam preparados para o que der e vier. Munidos de guardas-chuvas e cajados, bonés e capas impermeáveis, foram chegando ao largo dos Caminheiros da Gardunha (Fundão), prontos para o sexto Encontro Nacional pelas encostas da Serra da Gardunha. Nem a forte chuvada que caiu na manhã de domingo, um pouco antes da hora de partida (9h), amedrontou os cerca de 620 participantes, oriundos de vários pontos do País.

“Um número recorde”, confirma Eduardo Saraiva, presidente da Associação Caminheiros da Gardunha, responsável pelo passeio. “Confesso que não esperava esta adesão”, admite, satisfeito, o dirigente, que previa uma adesão de cerca de 450 pessoas. O número foi atingido é justificado com o bom trabalho que foi feito pelas diversas direcções do organismo que, este ano, vai ser reconhecido pela autarquia com a Medalha de Mérito Municipal, no dia do concelho.

Nesta edição do encontro nacional reuniram-se no Fundão caminheiros de vários pontos do País. Évora, Ferreira do Zêzere, Samora Correia, Lisboa, Santarém, Chamusca, Caldas da Rainha, Aveiro, Guimarães, Vila Real, Covilhã e Castelo Branco, entre outras, foram as localidades de onde se deslocaram os amantes deste tipo de passeio.

Eduardo Saraiva não fez a caminhada de 10 km porque esteve ocupado a tratar da organização e articulação dos postos de abastecimento ao longo do percurso e transportes. Ainda assim, o líder da instituição, que começou a caminhar aos 10 anos, “está presente sempre que pode”. Até porque, hoje, com 65 anos, continua a desenvolver a actividade.

A Associação Caminheiros da Gardunha, que fundada há dez anos, concretamente em 5 de Março de 1997, e que conta actualmente e com 340 associados, organiza todos os Domingos caminhadas na região. Para Outubro, os Caminheiros vão organizar uma singular marcha subordinada ao tema “Família e Saúde”, em que se pretende que cada grupo de participantes seja constituído por três elementos da mesma família, avança Eduardo Saraiva ao Diário XXI.


Cronologia da Caminhada " Rota da Cereja":
8h30 Centenas de participantes juntam-se no largo dos Caminheiros da Gardunha
9h15 Partida, passando pelo Pavilhão Multiusos, Paços do Concelho, Igreja Matriz, Rua da Cale e subida até ao Vale de Alcambar.10h20 Chegada a Alcongosta.
10h45 Paragem rápida no posto móvel de abastecimento, na Quinta das Pedralvas.
12h Final do passeio na freguesia do Alcaide, onde os autocarros esperavam os participantes para os levar para a Escola Secundária do Fundão, onde foi servido o almoço.


Percursos Pedestres podem trazer mais turistas ao concelho.
A boa marca de participantes deste ano não deixa os responsáveis descansar na procura de melhorias na Caminhada. Há situações que podem ser melhoradas e que, consequentemente, poderão trazer mais turistas ao concelho, segundo a convicção de Eduardo Saraiva. Apesar de não adiantar muitos pormenores no que toca às possíveis alterações, “porque as propostas já foram entregues a quem de direito pode decidir sobre elas”, refere que a documentação de percursos pedestres é um dos exemplos. “Poderiam ser criados esses caminhos para que uma pessoa ou em grupo pudessem percorrê-los sem necessitar de um guia”, salienta.

Liliana Machadinha

Fonte: Diário XXI - 28-5-007

Alguns dos participantes na caminhada "Rota da Cereja", dia 20 de Maio, no VI Encontro Nacional de Caminheiros, no Fundão.

Declarações de alguns dos participantes na caminhada "Rota da Cereja", dia 20 de Maio, no VI Encontro Nacional de Caminheiros, no Fundão.


António Vinagre, um dos veteranos

“Caminhar faz-me bem à saúde”
António Vinagre veio de Tomar, mas é natural de Salvaterra do Extremo (Idanha-a-Nova). É um dos caminheiros mais velhos na iniciativa. Tem 66 anos, mas refere que a idade ainda não o condiciona. Participa em eventos semelhantes há cerca de 16 anos, porque adora “o contacto com a natureza e o bem que faz à saúde”. Sofre de alergias e “o ar da Serra é muito bom” para as combater. Sobre a experiência, descreve-a como “maravilhosa”, apesar de já ter vindo outras três vezes à Gardunha. Acompanhado pelo seu cajado, refere que umas boas botas, dois pares de meias para manter os pés almofadados, uma capa para a chuva, um boné, uma peça de fruta e uma garrafa de água são o segredo para uma viagem confortável e segura. Apesar do passeio ter terminado na freguesia do Alcaide (Fundão), António Vinagre “ainda não estava cansado” e preferiu caminhar mais cinco quilómetros até à Escola Secundária do Fundão, onde foi servido o almoço.


Tiago Dez-Reis, rendido ao ex-libris da Cova da Beira
“Gostei mais de comer cerejas”
Tiago Dez-Reis tem 8 anos e veio participar na caminhada com o irmão André, de 11, e a sua tia, Maria do Céu Grilo, responsável por lhe implementar o gosto pelas actividades ao livre. Gosta de caminhar e durante os 10 quilómetros, cerca de três horas, não parou uma única vez para descansar, conta ao Diário XXI, justificando que teve a ajuda do seu pequeno cajado. Na mochila trouxe três garrafas de água e alguns “Bolicaos”, mas o que mais gostou “foi de comer cerejas”. A família viajou de Évora para o Fundão. Rosário Neves promete voltar “Esta caminhada foi a que mais gostei” Com os seus 54 anos, Rosário Neves descreve-se como uma “rapariga muito activa” e, por isso, sempre que pode, deixa a sua cidade, Torres Novas, para participar ao fim-de-semana em actividades ao ar livre. O seu interesse nestes eventos em nada se relaciona com a saúde, adianta, mas porque gosta do convívio e das paisagens. Sobre a caminhada à Gardunha é bastante elucidativa: “É imperdível e no sétimo encontro vou cá estar sem dúvida nenhuma”, realçando que das muitas em que já participou “esta foi a melhor”. Por considerar que “os cajados são para os velhos”, trouxe consigo a “boa disposição” e uma t-shirt para mudar. Acerca de se fazer acompanhar por comida, refere em tom de brincadeira: “Vou comendo cerejas pelo caminho e estas são tão boas que não ia perder a oportunidade”.

Bruno Gomes destaca o convívio
Bruno Gomes deslocou-se de Tomar para participar no encontro nacional, que descreveu como “formidável”, apesar de considerar que “se espera muito tempo para almoçar”. Caminheiro “há muitos anos”, refere que o convívio é o mais importante em actividades deste tipo. E a animação no seu grupo de 28 pessoas não faltou, sendo ele um dos responsáveis. De badalo em riste, objecto meramente identificativo do grupo, conta que a “única coisa que não pode faltar é a cerveja”, mas adianta que na mochila trouxe também água. Entre cervejas e cerejas de Alcongosta, cantigas e brincadeiras, confessa que tenciona voltar.

José Joel não deixa o “prazer” em casa.
O desporto faz parte de vida de José Joel há muitos anos. A título de exemplo enumera algumas das provas de atletismo em que já participou como amador, como a corrida na ponte 25 de Abril. Mas, apesar de desportista e das exigências da caminhada, José Joel não deixou os cigarros em casa. “Sou um fumador nato e como vamos só a caminhar não me causa problemas nenhuns”, graceja ao Diário XXI. Para este desportista da Azambuja, ser caminheiro e fumador são “dois prazeres” que não dispensa, porque “as caminhadas são boas pelo ambiente de amizade que se vive não é só por causa da saúde”. Também a paisagem é um dos factores positivos que salienta nestas actividades, que no caso da Serra da Gardunha José Joel já conhece bem. “Já cá vim muitas vezes, mas como continuo a gostar continuo a voltar e a aproveitar para saborear estas cerejas que são deliciosas”.

Liliana Machadinha

Fonte: Diário XXI - 28-5-007

Cerca de uma centena de participantes na caminhada dia 19 de Maio na Serra da Feita, do “Vale do Viso - Associação, Desporto e Cultura da Celadinha”,

A agremiação "Vale do Viso - Associação, Desporto e Cultura da Celadinha", com sede em Moldes (freguesia do concelho de Arouca), realizou no passado dia 19 de Maio uma caminhada na Serra da Feita que juntou cerca de uma centena de participantes.

José Alberto, da direcção da Vale do Viso, enquanto realizava com o grupo o percurso pedestre contou ao jornal Caima o que motivava aquelas pessoas a deixarem o conforto de suas casas e subirem até à Freita: “No âmbito de uma actividade que a nossa associação organiza com assiduidade, estes circuitos pedestres são para mostrar e usar aquilo que Arouca tem de bom. Este ano é o segundo percurso que organizámos e as pessoas gostam. É uma actividade bonita e, apesar do tempo hoje estar fresco e enevoado, não dando para aproveitar tanto a serra, especialmente no capítulo da contemplação paisagística, nem por isso as pessoas deixam de comparecer. Estamos aqui cerca de 100”.

José Alberto acrescentou ainda que “a maioria das pessoas são oriundas a maioria do concelho de Arouca, de Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e outras procedências. O percurso que estamos a fazer, neste momento, é o PR 16, que tem início na aldeia do Merujal e chama-se ‘Caminhada Exótica’. É um dos percursos pedestres do concelho de Arouca. Trata-se de um percurso bonito... passamos por zonas bastante agradáveis, tem algumas subidas apreciáveis, mas, com maior ou menor dificuldade, é percorrido alegremente por todos nós e, no final, faremos um grande piquenique.”

Fonte: Jornal Regional - 28-5-007

Caminhada pela Inclusão no concelho de Amarante reuniu cerca de 700 participantes, ao longo de 10 km


Cerca de 700 pessoas participaram, na noite de 24 de Abril, na Caminhada pela Igualdade de Oportunidades, assinalando-se, em Amarante, o Ano Europeu (2007 Igualdade de Oportunidades.

A iniciativa inseriu-se nas celebrações do 25 de Abril, promovidas pela Junta de Freguesia de Fridão, fazendo parte das actividades programadas pelo Projecto Reforçar a Inclusão, que tem como principal campo de intervenção a problemática da violência doméstica, actuando ao nível da prevenção, sensibilização e intervenção directa com as vítimas.

Assim, caminhada pretendeu sensibilizar a comunidade para a promoção da igualdade de oportunidades e da não descriminação, exaltando que “todas as pessoas, independentemente dos respectivos sexo, origem racial ou étnica, religião ou crença, idade e orientação sexual, têm direito à igualdade de tratamento”.

Ao longo do percurso (de, sensivelmente, 10 quilómetros) foi distribuído material informativo e de sensibilização a todos os participantes, para além de t-shirts e cravos vermelhos.


Fonte: Câmara Municipal de Amarante

domingo, maio 27, 2007

mais de 100 kms de Percursos Ambientais no concelho de Évora.

Os Percursos Ambientais de Évora constituem uma rede de vários itinerários que se estendem da cidade de Évora até ao limite do concelho. Implantados sobre ferrovias desactivadas, antigos caminhos públicos ou ao longo do aqueduto, destinam-se a ser percorridos a pé ou com meios de transporte não poluentes. Através desta rede de percursos dá-se a conhecer a riqueza monumental, natural e cultural das paisagens em redor de Évora.
São mais de 100 kms para caminhar ou pedalar em Évora!


Percursos Ambientais do concelho de Évora:

Mapa de Distribuição dos Percursos Ambientais


Fonte do texto e imagens:
Câmara Municipal de Évora

Caminhada dia 2 de Junho em Barcelos, no ãmbito do “Fim-de-semana radical”, organizado pela Câmara Municipal de Barcelos e os Amigos da Montanha.

No fim de semana de 2 e 3 de Junho decorrerá em Barcelos um “Fim-de-semana radical”, organizado numa parceria entre a Câmara Municipal de Barcelos (Pelouro do Turismo) e a associação Amigos da Montanha.

Um percurso pedestre, um espectáculo nocturno de Trial-Bike, BTT e canoagem (descida do rio Cavado), são as actividades deste evento “Barcelos activo”

Sábado, dia 2, realizar-se-á um percurso pedestre na Franqueira, percorrendo o património natural, paisagístico e arquitectónico. A concentração terá lugar no Posto de Turismo de Barcelos, pelas 8h30. No sábado decorre também a limpeza da Ponte Medieval (monumento nacional), a partir das 10 horas.

A participação nestas actividades é gratuita, mas limitada, pelo que implica a realização da inscrição até ao dia 31 de Maio. Os interessados podem solicitar-se informações e/ou efectuar a inscrição (indicando o nome completo, data de nascimento, localidade e contacto) no Posto de Turismo do Município ou nos Amigos da Montanha.

Posto de Turismo:
Telefone 253 811 882
Fax 253 822 188
E-mail turismo[arroba]cm-barcelos.pt

Amigos da Montanha:
Rua Custódio José Gomes Vilas Boas, 47
4755-059 Barcelinhos – Barcelos

Telefone 253 831 647
Fax 253 837 020
E-mail info[arroba]amigosdamontanha.com

Mais informações

Aproveito para felicitar os "Amigos da Montanha" pois recentemente atingiram o nº de mil (1000) associados! Muito Parabéns!

Fonte dos recursos utilizados (texto e imagens): Amigos da Montanha

sábado, maio 26, 2007

Passeio Pedestre "À Descoberta dos Caminhos de Santiago", dia 3 de Junho na Gaspalha (freguesia de Álvaro, concelho de Oleiros)

Passeio Pedestre "À Descoberta dos Caminhos de Santiago"

3 de Junho

Gaspacha - Álvaro - Oleiros



Organização: Comissão de Melhoramentos da Gaspalha

Programa:
9h00 Concentração dos participantes e pequeno-almoço na sede da Comissão de Melhoramentos da Gaspalha
13h00 Almoço na Praia Fluvial de Álvaro
14h30 2ª Etapa do Passeio (Álvaro-Gaspalha)


Inscrições :
Sede da Comissão de Melhoramentos da Gaspalha - Tel. 936668717
Secretaria da Câmara Municipal de Oleiros


Fonte do texto e imagem: : Câmara Municipal de Oleiros

sexta-feira, maio 25, 2007

No concelho de Ovar inauguração do PR1 – OVR “Trilho da Floresta” no dia 3 de Junho, e colóquio sobre Pedestrianismo no dia 1 de Junho

"No próximo dia 3 de Junho a inauguração do primeiro Percurso Pedestre do concelho de Ovar, o PR1 – OVR, designado por Trilho da Floresta.

O acto de inauguração terá lugar pelas 9h e será assinalado com a realização da 43.ª Caminhada AFIS. O percurso, na distância aproximada de 6,5 kms, tem o seu início junto à Casa do Guarda Florestal (Clube de Caça e Pesca de Ovar) seguindo para o interior do perímetro florestal das Dunas de Ovar, autêntico “pulmão” do nosso Concelho.

A implementação deste trilho resultou de um trabalho em parceria entre Câmara Municipal de Ovar - Divisão do Ambiente e Qualidade de Vida, a Associação Juvenil Amigos do Cáster e o Clube AFIS – Atletas Fim de Semana.


Dados do PR1 – OVR "Trilho da Floresta":

Tipo de Percurso: Trilho circular de Pequena Rota marcado nos dois sentidos
Início e fim: Junto à Casa do Guarda Florestal (Clube de Caça e Pesca de Ovar)
Distância aproximada: 6,5 km
Duração aproximada: 2h30
Grau de dificuldade: Fácil


Clicar no cartaz para ampliar


Antecedendo a inauguração do Trilho da Floresta, terá lugar no Salão Nobre da Câmara Municipal de Ovar, no dia 1 de Junho, pelas 21h, um colóquio subordinado ao tema “Percursos Pedestres – Mais do que um recurso… Um potencial para o concelho de Ovar”.

Programa do Colóquio:

21h – Sessão de Abertura
Representante da C. M. de Ovar - Vereador José Américo

21h15 Apresentação do "Trilho da Floresta"
Representante da C.M. de Ovar – Eng.º Manuel Jardim
Representante dos Afis – Enf. Joaquim Margarido
Representante dos Amigos do Cáster – Jorge Almeida

21h30 – A Experiência de Implementação de Percursos Pedestres
Eng.º Emanuel Oliveira – Cooperativa de Desenvolvimento Rural “Elos da Montanha” (Vila Nova de Cerveira)

21h45 – O Pedestrianismo como Desporto de Manutenção
António Leitão, ex – atleta olímpico

22h – Espaço aberto ao debate


Folheto do Percurso - clicar para ampliar


Fonte do texto e imagens: Clube AFIS [Joaquim Margarido] e Amigos do Cáster [Jorge Almeida]

Áreas classificadas já têm novos directores

"O ministro do Ambiente, do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional (MAOTDR), Francisco Nunes Correia, já anunciou os nomes dos cinco novos directores que presidirão à gestão das áreas classificadas, no âmbito da lei orgânica do Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade (ICNB).

«Esta nova estrutura organizacional, que reagrupa 25 áreas protegidas em cinco departamentos de áreas classificadas, permitirá um reforço das áreas protegidas, potenciando a partilha e a sinergia de esforços de um mesmo conjunto de recursos e valências técnicas», afirma fonte do MAOTDR.

Henrique Miguel Pereira, ex-director do Parque Nacional da Peneda Gerês, é o responsável pelo departamento de gestão das áreas classificadas do Norte. Este departamento junta aquela àrea protegida com os parques naturais de Montesinho, Douro Internacional, Litoral Norte e do Alvão.

Para a gestão do departamento de áreas classificadas do Centro e Alto Alentejo, Nunes Correia nomeou Armando Ferrão de Carvalho, que exercia as funções de coordenador da Acção Integrada de Base Territorial do Pinhal Interior do Programa Operacional da Região Centro. Esta área vai abranger a zona entre o parque natural da Serra da Estrela até ao parque natural da Serra de São Mamede.

Sofia Castelbranco, que até à data coordenou o Plano de Ordenamento do Parque Natural do Tejo Internacional e exercia as funções de Presidente da Comissão Directiva deste Parque, assumirá o Departamento de Gestão de Áreas Classificadas Litoral de Lisboa e Oeste. Um departamento que engloba as áreas protegidas desde o parque natural da Serra de Aire e Candeeiros até ao da Arrábida.

O antigo vice-presidente do Instituto da Conservação da Natureza (ICN) e chefe de Divisão de Espécies Protegidas, da Direcção de Serviços de Conservação da Natureza do ICN, João Alves é o responsável pela gestão de áreas classificadas do Sul. Sob a sua alçada ficarão os parques do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, Vale do Guadiana e da Ria Formosa.

Por fim, Maria João Burnay, antiga vice-presidente do ICN e directora da Reserva Natural do Estuário do Tejo, vai gerir o departamento de áreas classificadas das Zonas Húmidas, abarcando sete reservas naturais."

Fonte: Ambiente online -21-5-007

quinta-feira, maio 24, 2007

Caminhada “A Pé, Protegendo o Litoral” dia 17 de Junho, no Porto, no âmbito das recente geminação do “Clube Campismo do Porto” com clubes europeus

"No âmbito das recente geminação do “Clube Campismo do Porto” com o “Bilbao Alpino Club” e o “Touring Bordelais” vão decorrer no dia 17 de Junho simultaneamente uma actividade de pedestrianismo na costa litoral de cada uma das três cidades, denominada “A Pé, Protegendo o Litoral”.

A prova no Porto decorre entre o Castelo da Foz do Douro e a Ponte da Arrábida e regresso. A hora de partida é às 9h30. A participação é livre e gratuita. Nesta prova os participantes terão direito a um t-shirt alusiva.
A caminhada do Porto é patrocinada pela Portgás.

Clicar no cartaz para ampliar.

Recorde-se que no passado dia 13 de Dezembro, teve lugar em Bilbao a 1.ª reunião da Jumelage (geminação) Porto / Bilbau / Bordéus, em que os Clubes estiveram representados pelos seus Presidentes, respectivamente Carlos Alberto Azevedo, Merche Garcia e Paulette Sausset, além de Didier Bloch da Federação Francesa de Randonnée, António Turmo Arnal da Federação Espanhola de Senderismo, Txutxi Muguerza da Federação Viscaia de Montanha, Claudine Ducassé da Federação Distrital de Gironde de Randonnée e Jean Claude Sausset, Secretário da Presidente do Touring Bordelais.

Esta primeira reunião foi aproveitada para uma ampla informação do historial e presente realidade dos Clubes envolvidos na geminação, bem como do papel interveniente nas modalidades por parte de cada uma das Federações. Foi nessa reunião que foi decidido levar em data próxima uma caminhada simultânea nas três cidades.

Fonte do texto e cartaz: Clube do Campismo de Porto [ Jorge Agostinho]